DISE realiza a incineração de 948 quilos de droga

Fotos: Valéria Cuter

A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) realizou na tarde desta sexta-feira (5) a incineração de drogas apreendidas em diferentes operações policiais em Itatinga, que faz parte da área de administração da Delegacia Seccional de Polícia de Botucatu, agregando 13 municípios da região.

A destruição de 948, 263 quilos de maconha; 36,34 gramas de crack; e 1,26 gramas de cocaína aconteceu na caldeira de uma empresa da Cidade. Acompanharam o processo para a conferência das drogas destruídas a Vigilância Sanitária de Itatinga com os agentes Betânia e Wagner, Polícia Técnica Científica e o promotor de Justiça Cassiano Gil Zancolli, representando o Ministério Público. A DISE esteve representada pelo delegado Paulo Buchignani, além dos policiais Rui, Thiago, José Antônio, João Alves, Elizeu e Elizabete.

De acordo com o delegado Paulo Buchignani, as drogas são resultado de apreensões feitas em operações policiais no município, desde a detenção de usuários portando pequenas quantidades como a de perigosos traficantes com grande quantidade de entorpecentes que são tirados de circulação pelos policiais.

“Toda apreensão é guardada em um local seguro onde poucas pessoas têm acesso e catalogada, até que haja a autorização da Justiça para que seja destruída, mas não existe uma data específica para a realização da incineração”, explicou, lembrando que, por determinação da Secretaria de Justiça de São Paulo, as drogas aprendidas não podem mais ficar armazenadas por muito tempo.

“Então, procuramos destruir o entorpecente mais vezes durante o ano. Quando gente entende ser necessário, fazemos uma solicitação ao juiz para que ele autorize a incineração”, revela Buchignani. “Isso pode ser feito cinco, seis, ou mais vezes durante o ano e antes da incineração tudo é minuciosamente conferido pela Polícia Técnica Científica e Promotoria Pública”, complementa.