DISE localiza 5 kg de cocaína em carro apreendido

Fotos: Luiz Fernando

Na tarde desta quarta-feira (17) os policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) numa operação feita no Pátio de Recolhimento de Veículos Marthas, instalado atrás da base de operações da Polícia Militar Rodoviária, no km 254 da SP-300 Rodovia Marechal Rondon, fizeram a apreensão de 5 quilos de pasta base de cocaína, divididos em 5 tabletes com, aproximadamente, 1 quilo cada um.

Essa droga estava acondicionada na caixa de ar lateral de um veículo Vectra, placas JYR-2862, de Ponta Porã, MS, que no dia 12 de maio deste ano foi apreendido em uma ação da Polícia Militar Rodoviária, juntamente com outro Vectra, este com placas JHL-7070, de Brasília, DF, que estava com um carregamento de 197,2 quilos de maconha, distribuída em 200 tabletes.

“Recebemos a informação de que além da maconha que estava no Vectra de Brasília havia pasta de cocaína escondida no veículo de Ponta Porã. Preparamos a operação e contando com a ajuda do Corpo de Bombeiros para “rasgar” a lataria do carro com um alicate hidráulico, localizamos os tabletes de pasta de cocaína pura”, revela o delegado Paulo Buchignani.

Não foi descartada a possibilidade de que essa droga poderia ser resgatada ou o carro adquirido num leilão futuro como sucata. “Não descartamos nenhuma hipótese, mas o mais importante é que recuperamos essa droga que já estava no carro há mais de 4 meses”, destacou o delegado lembrando que depois de ser “batizada” com a adição de outros componentes o peso irá dobrar para aumentar o lucro do tráfico. “Essa droga poderia gerar cerca de 30 mil porções”, acrescenta o delegado.

{tam:25px}{n}Relembrando a operação do TOR{/n}{/tam}

Efetuando um trabalho de fiscalização pela SP 280 – Rodovia Presidente Castello Branco, na madrugada do dia 12 de maio de 2013 (domingo) a equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) da Polícia Militar Rodoviária fez a apreensão de 197,25 kg de maconha, distribuída em 200 “tijolos” prensados e embalados com fita adesiva.

A operação teve início quando a equipe do TOR interceptou no km 208, no pedágio de Itatinga, dois veículos modelo Vectra, um com placas JYR-2862, de Ponta Porã/MS, com três ocupantes identificados como Jeferson Amorim Botelho (30), Fabrício César Emiliano de Menezes (33) e Alexandra Rocha Santos (24). Atrás vinha o outro Vectra, placas JHS-7070, de Brasília, conduzido por Aldo Rubian Machado da Silva, de 48 anos.

Ocorre que ao perceber que o carro seria vistoriado, Aldo Silva que estava sozinho em um dos Vectra, deu meia volta e fugiu em alta velocidade. Foi acionada a Polícia Rodoviária da base de Pardinho que localizou o carro no km 191 abandonado nas proximidades de um matagal. No porta-malas do veículo estavam os 200 tijolos de maconha, cobertos por frascos de perfumes.

Paralelo a isso, no pedágio, o outroVectra ficou apreendido e suspeitou-se que seus ocupantes agiam como batedores dando proteção ao veículo que carregava a maconha. O foragido foi preso depois que os policiais ligaram para seu celular, se identificando como um dos batedores. Ele, então, saiu do esconderijo e veio para ao acostamento da rodovia onde recebeu voz de prisão.

O quarteto criminoso foi conduzido ao Plantão Permanente de Botucatu onde o delegado Geraldo Franco Pires ratificou a voz de prisão, indiciando todos em flagrante de tráfico de entorpecentes, que imputa aos condenados uma pena que varia de 05 a 15 anos de reclusão. Os dois Vectra foram recolhidos ao Pátio Marthas.