DISE faz a apreensão de cinco quilos de pasta base de cocaína

Uma operação desencadeada pela Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), neste final de semana, terminou com a apreensão de cinco quilos de pasta base de cocaína. O trabalho investigativo da delegacia especializada tinha informações de que um veículo entraria na Avenida Vital Brazil, região da Vila Aparecida, onde faria uma entrega de droga.

Sob o comando do delegado Paulo Fábio Buchignani, uma estratégia de campana foi montada com o investigador Bassetto e em dois pontos distintos da avenida, ambos ficaram observando um carro Fiat Idea, com placas de Bauru. No momento considerado adequado fizeram a abordagem, não dando tempo para seu condutor esboçar nenhuma tentativa de fuga. Dentro desse carro estava um cidadão de 52 anos de idade, de nome Valdir Tenório do Santos, que trazia os cinco quilos da pasta de cocaína.

A DISE sabia que esse cidadão era usado como “mula” do tráfico (que recebe para transportar a droga) e vinha regularmente a Botucatu fazer a entrega. Com ajuda de uma testemunha que tinha orientação para acionar a DISE se detectasse algum suspeito agindo naquela região ao estacionar o carro, a prisão foi efetuada com sucesso.

“Essa testemunha tinha conhecimento de como era feito a entrega da droga e quando percebeu o cidadão agindo de maneira suspeita nos acionou para que pudéssemos fazer o flagrante. Ele saiu do carro e retornou apressadamente minutos depois. Pela maneira como agiu nos deu a impressão de que havia desconfiado de alguma coisa e se preparava para uma fuga. Então, fizemos a abordagem e demos voz de prisão”, lembra Buchignani.

O delegado revela que embora não tenha prendido os receptadores da droga, a equipe investigativa está perto de identificar para quem ela seria entregue. “O trabalho não para. Nós prendemos o entregador da droga e agora estamos detectando quem encomendou esse entorpecente e poderemos ter novidades em breve”, disse Buchignani, sem querer entrar em maiores detalhes.

Enquadrado em crime de tráfico de entorpecentes, Valdir Tenório dos Santos, foi recolhido ? Cadeia Pública de Botucatu, onde permanece ? disposição Justiça. Caso seja condenado poderá pegar uma pena que varia de cinco a 15 anos de reclusão. Os cinco quilos da pasta de cocaína que ele trouxe a Botucatu poderiam ser transformados em 10 quilos de crack, que daria para fazer 30 mil pedras e renderia R$ 300.000,00.

Fotos: Jornal Acontece