DISE e GCM realizam flagrante de tráfico na Vila Maria

Na tarde desta segunda-feira (19) a equipe da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) com os investigadores Rossi, Valmir, Pelares e João, realizava um trabalho de campana na região do Jardim Brasil visando combater o tráfico de drogas e notou movimentação suspeita na Rua Henrique Reis, região da Vila Maria, aonde constataram que, provavelmente, ocorria a venda de drogas, até porque o local já é bastante conhecido nos meios policiais.

Diante da situação de traficância optaram pela abordagem dos indivíduos e após busca pessoal nos envolvidos, bem como nas imediações aonde os indivíduos adentravam, nada foi localizado. Porém, existia uma mulher naquele determinado grupo e os investigadores suspeitaram que a droga pudesse estar com ela.

Solicitado apoio do Grupo Especial de Patrulhamento Ostensivo com Motocicletas (GEPOM) da Guarda Civil Municipal (GCM) que esteve no local com os agentes Barcaça, Regina e Nogueira. Na revista pessoal a agente localizou com a abordada 19 pedras de crack embaladas, individualmente, e prontas pra venda, além da importância de R$10,00 em dinheiro que, segundo a mesma, era proveniente da venda da droga.

Essa mulher chamada Elisabete de Almeida, de 22 anos, de idade recebeu voz de prisão e foi encaminhada ? DISE, onde o delegado Carlos Antonio Improta Julião Filho ratificou a voz de prisão dada pelos investigadores bem como pela GCM que encontrou o entorpecente com a indiciada.

A autoridade policial deliberou pela recolha da indiciada que foi encaminhada ? cadeia transitória de Itatinga, onde ficou a disposição da Justiça e responderá pelo crime de tráfico de drogas que prevê aos condenados a uma pena que varia de 05 a 15 anos de reclusão.