DISE apreendeu drogas e armas no Jardim Panorama

Fotos: Valéria Cuter

Policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) realizaram na manhã desta sexta-feira (29) uma operação que culminou com a prisão de Diego Cintra da Silva, o “Japa”, de 23 anos e a apreensão de drogas e armas. A ação foi deflagrada em um prédio com várias quitinetes, na Rua Hermínio Marco Calônego, no Jardim Panorama.

Munidos de mandados de prisão, busca e apreensão os policiais invadiram o apartamento nº 07 e deram voz de prisão ao acusado, que não teve tempo de esboçar nenhuma reação. Diego Japa é considerado o 2º elemento na hierarquia do alto escalão de uma quadrilha especializada que vem sendo investigada pela Delegacia de Entorpecentes.

A operação resultou na apreensão de três revólveres (dois calibres 38 e um 32), 12 projéteis intactos, quatro relógios de pulso, três quilos de crack, divididos em quatro tabletes (para fazer 9 mil pedras), 312 gramas de cocaína em pó (que dariam para 930 porções), 56 blisters (pinos) de cocaína e mais 41 porções da mesma droga em embalagens transparentes.

Além disso, a polícia encontrou roupas espalhadas pelo apartamento, centenas de saquinhos plásticos para embalagem da droga e mais de 100 blisters vazios. Também está sendo averiguado o contrato de aluguel da quitinete assinado pelo indiciado.

“Tínhamos conhecimento de que ele (Japa) tinha ligação com o tráfico e é um dos principais fornecedores da Cidade. Por isso, agimos com precaução e só invadimos o apartamento quando tivemos a certeza de que encontraríamos a droga lá dentro”, explicou o delegado Paulo Fábio Buchignani, adiantando que o trabalho investigativo não foi concluído.

“Há cerca de dois meses apreendemos um adolescente com três quilos de crack que pertenciam a esta quadrilha. Ainda falta prender o chefe. Sabemos quem ele é e a qualquer momento poderá ser apresentado, mas por enquanto seu nome vai ficar em sigilo”, colocou Buchignani.

O inquérito policial será presidido pelo delegado Carlos Antônio Improta Julião Filho. “Pelas provas cabais que temos, tenho a certeza de que o Diego (Japa) será condenado em crime de tráfico de entorpecentes que prevê uma pena que varia de 5 a 15 anos de reclusão e deverá passar uma boa temporada da cadeia”, disse Julião Filho.

{n}Acusação de roubo{/n}

Na prisão de Diego Japa esteve a equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) já que ele é apontado como autor de roubos que foram realizados e estão sob investigação.

“Ele (Japa) é suspeito de ter participado roubos em Botucatu e em outras cidades da região, possivelmente, utilizando as armas que foram apreendidas pela DISE. Com sua prisão os crimes poderão ser esclarecidos”, prevê o delegado da DIG, Celso Olindo. Também estava acompanhando a operação o delegado seccional Antônio Soares da Costa Neto.