DISE apreende maconha, crack e haxixe na Vila Ema

Fotos: Valéria Cuter

Uma operação desencadeada pela Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) na tarde desta quinta-feira (25), na Rua Josefina Fernandes Pereira, na Vila Ema, resultou na apreensão de dois adolescentes, ambos com 17 anos, e na prisão em flagrante de uma mulher chamada Roseli Maria de Souza, de 40 anos, dona do imóvel (casa e quintal) onde estava o entorpecente. Nesta ação trabalhada pelo delegado Paulo Fábio Buchignani e os investigadores Pelares, Valmir, Rossi e João foi tirado de circulação uma quantidade considerável de drogas.

Foram três “tijolos” de maconha prensada (2,5 kg); 375 “parangas” de maconha (750 gramas); 98 pedras de crack (49 gramas); uma pedra bruta de crack (290 gramas); 36 porções de haxixe (36 gramas); além outras 260 gramas de haxixe em vários tamanhos para serem “cortadas” em porções; 1.000 saquinhos para embalagem de droga; duas balanças de precisão digitais e R$ 54,00 em dinheiro.

Os policiais que tinham conhecimento de que naquele local, nas proximidades da linha férrea, estava ocorrendo o tráfico de entorpecentes se deslocaram para o local que dá acesso a um matagal e conseguiram apreender os dois adolescentes. Um terceiro que estava junto conseguiu fugir, mas já foi identificado e deverá ser detido nas próximas horas. Com eles os policiais recolheram uma garrafa plástica contendo em seu interior 28 “parangas” de maconha (42 gramas).

Na revista ao interior da casa onde estava a mulher localizaram em um armário de alimentos os três tijolos de maconha. Dando continuidade ? s buscas os investigadores seguiram por um caminho no quintal da casa e perceberam que o restante da droga estava escondido entre folhas de uma bananeira, protegida por sacos plásticos.

Para o delegado Paulo Buchignani, embora tenha sido apreendida uma quantidade considerável de droga, o trabalho investigativo continua. “Esse é um local de difícil acesso, pois é cercado por um matagal no limite de linha férrea que facilita uma fuga rápida. Já sabemos o nome do terceiro adolescente que fugiu e também estamos trabalhando para identificar para quem os adolescentes trabalhavam vendendo droga”, frisou Buchignani.

Os dois adolescentes apreendidos e a mulher presa foram recolhidos ? cadeia transitória de Itatinga e nas próximas horas ela deverá ser escoltada até um Centro de Detenção Provisória (CDP) e os adolescentes internados em uma unidade da Fundação do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA).