DIG prende rapaz que praticou vários roubos na cidade

Bruno Cesar Barbosa, de 19 anos de idade. Esse é o rapaz que vinha praticando uma série de assaltos contra estabelecimentos comerciais em diferentes regiões da cidade. Ele foi preso numa operação realizada pelos policiais Marcos, Vitor e Afonso que fazem parte da equipe de Serviço de Inteligência da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Os policiais faziam averiguações na região do Jardim Itamaraty, buscando pistas de um assaltante que havia roubado o Mini Mercado do Juarez, por duas vezes em menos de 10 dias. Dialogando com moradores descobriram que havia um rapaz que estava morando no bairro há cerca de um mês e correspondia a descrição do marginal procurado.

Os policiais, então, se deslocaram até a casa do suspeito, na Rua Ezequiel Teodoro de Freitas e detectaram que se tratada do mesmo assaltante. Ele foi levado ? DIG e acabou confessando outros assaltos registrados nos últimos 30 dias contra estabelecimentos comerciais da cidade. Em dois deles, sequer usou arma. Simplesmente, chegou aos caixas e apresentou um bilhete onde estava escrito que era um assalto.

“Essa prisão que fizemos mostra como a participação da população é importante para nos ajudar a esclarecer crimes. Foi através de informações de moradores do Itamaraty que conseguimos esclarecer vários assaltos”, comentou o investigador Marcos. Além do assaltante, os investigadores apreenderam na casa, objetos que o marginal utilizava para realizar os assaltos, como touca, uma blusa com capuz, um par de óculos de sol e um revólver calibre 32, com um projétil.

Outro detalhe é que em alguns assaltos, Bruno Barbosa não agiu sozinho. “O trabalho continua para descobrir com quem ele praticou alguns crimes. O importante é que conseguimos tirar de circulação um elemento que praticou uma série de roubos nesses últimos 30 dias”, colocou o delegado titular da DIG, Celso Olindo.

À reportagem Barbosa salientou que praticou os crimes, porque chegou de São Paulo e não conseguia encontrar trabalho. “Precisava de dinheiro para comprar leite para meu filho e comida para minha família. Agora quero deixar claro que nunca machuquei ninguém. Só fiz isso por necessidade”, tentou justificar o rapaz, antes de ser recolhido ? Cadeia Pública local.

{n} Fotos: Jornal Acontece Botucatu

{bimg:23652:alt=interna1:bimg}