DIG prende marginais especializados em assaltos a fazendas

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu está muito próxima de desbaratar uma quadrilha especializada em assaltos a fazendas que age em, pelo menos, três estados brasileiros: Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Um trabalho investigativo vem sendo feito deste o dia 19 de junho deste ano quando uma quadrilha de criminosos, fortemente armada, invadiu as fazendas São Pedro e Nossa Senhora da Aparecida, localizadas ? s margens da SP-255 Rodovia João Melão que liga São Manuel a Avaré, município de Botucatu e subtraíram defensivos agrícolas, um caminhão Mercedes Bens 1513, além de 11 aparelhos celulares, dinheiro, gêneros alimentícios e pertences pessoais dos funcionários.

Foram designados para fazer o trabalho investigativo os agentes policiais da equipe especializada em esclarecimento de roubos e furtos, Marcos e Vitor. Após cruzamentos de dados e monitoramentos dos aparelhos celulares, via judicial, foi apurado que dos 11 aparelhos subtraídos, dois estavam sendo usados na cidade de Londrina, Estado do Paraná.

Os agentes se deslocaram até a cidade paranaense no início desta semana (terça-feira) e com o auxilio da 10ª Subdivisão Policiais do Setor de Roubos e Furtos daquele município, com o delegado José Márcio Ilkiu e os investigadores Mauricio, Adilson e Regner, conseguiram descobrir que os aparelhos estavam com um cidadão chamado Thiago Procencio, que teria adquiriu os aparelhos e os havia repassado.

Havia sido na casa de Procencio que no último dia 22 de junho os policiais do Paraná prenderam Arthur Luiz e Eduardo da Silva, que eram foragidos da Cadeia Pública de Nova Esperança. Nessa residência também foram encontrados defensivos agrícolas e munições de revólver calibre 38.

Prosseguindo o trabalho investigativo foi detectado que os três pertenciam a quadrilha de Júlio César Brasqui, que estava com mandado de prisão expedido pela Vara Criminal de Pirajuí (SP) e Miranda (MS). Brasqui, segundo a polícia, é especialista em roubos a propriedades rurais e é apontado como participante em, pelos menos, três assaltos registrados em fazendas nos estados de São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. O grupo tinha como objetivo maior roubar defensivos agrícolas. Júlio Brasqui foi surpreendido pelos policiais em um disk moto no centro da cidade de Londrina.

“A investigação não parou e estamos dando sequência ao trabalho, conjuntamente, com a 10ª Subdivisão de Londrina para que outros membros dessa quadrilha venham a ser presos”, disse o policial Vitor. “Podemos dizer que as investigações estão adiantadas e temos o nome de outras pessoas que estão envolvidas com esta quadrilha, mas manteremos o nome em sigilo para não comprometer o trabalho investigativo. Logo poderemos ter novidades”, emendou o agente Marcos, lembrando que a investigação é coordenada pelo delegado seccional Antonio Soares da Costa Neto e pelo titular da DIG, Celso Olindo.