DIG esclarece roubo seguido de lesão contra lavrador

Os policiais especializados da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Vitor e Marcos Franco, juntamente com o delegado Celso Olindo, elucidaram a um assalto ? mão armada seguido de lesão corporal dolosa cometido na sexta-feira da semana passada, por três marginais contra um lavrador de 68 anos de idade na Chácara Arruda, que fica Rua Goiás, região dos Campos Elíseos.

Dos três participantes do crime, dois foram presos na manhã desta segunda-feira (20): Bruno Vitorino Nóbrega, de 20 anos, o Bruninho e Alexandre Luiz Salles da Silva, de 19 anos, o Japinha. O terceiro integrante chama-se Wellington Henrique Antunes Almeida, 21 anos, que está foragido, mas com a prisão temporária decretada.

Na ocasião do crime os três assaltantes invadiram a chácara encapuzados e armados com pedaços de pau e após espancarem o lavrador causando-lhe sérias lesões, levaram um telefone celular, uma carteira contendo documentos pessoais e R$ 137,00 em dinheiro, fugindo em um veículo Montana de propriedade da vítima. E foi esse veículo que ajudou a polícia a chegar aos criminosos.

O trabalho investigativo levou os policiais de Botucatu até a Cidade de Itaí, onde três rapazes tentaram vender um Montana semelhante ao que foi levado do lavrador, entre eles estava Wellington que já era conhecido pela polícia daquela Cidade. Prosseguindo o trabalho investigativo, os policiais conseguiram chegar até Japinha e Bruninho que foram presos em Pardinho com apoio do policial civil Gilberto e da Polícia Militar. Ambos confessaram a autoria do roubo, revelando passo a passo o cometimento do crime e a fuga, mas alegaram desconhecer o paradeiro de Wellington.

Os dois foram conduzidos ? DIG onde acabaram indiciados em crime de roubo consumado seguido de lesão corporal dolosa e recolhidos ? Cadeia Pública de Itatinga. Como o crime foi elucidado a polícia acredita que a prisão de Wellington é, meramente, uma questão de tempo.

{bimg:46382:alt=interna:bimg}