DHPP e Corregedoria realizam operação em Botucatu

Fotos: Valéria Cuter

Na manhã desta quinta-feira (23) foi desencadeada em Botucatu uma operação pelo Departamento de Homicídios e de Proteção ? Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, com apoio de uma equipe da Corregedoria da Polícia Militar, ambas instituições de São Paulo. Cerca de 20 homens estiveram em Botucatu e percorreram a Cidade em viaturas da PM e carros descaracterizados (Blazer’s).

A reportagem apurou que a vinda das polícias para Botucatu deveu-se a proteção de uma pessoa que está morando em um local da Cidade, protegida por ser testemunha de um crime que teria envolvimento com o tráfico de entorpecentes.

Nome, crime ou local onde essa pessoa está morando, por motivos óbvios, não foi passada pelos policiais que estiveram na operação. Também foi solicitado para que os agentes do DHPP e da Corregedoria não tivessem seus nomes divulgados.

O DHPP tem a função de executar as atividades de prevenção e repressão aos crimes contra a liberdade pessoal (ameaça, sequestro, cárcere privado, constrangimento ilegal, etc.); proceder ? s investigações sobre o paradeiro de pessoas desaparecidas e a identificação de cadáveres; além de preservar a integridade de testemunhas, acusados e vítimas ameaçadas em virtude de depoimentos ou informações que levam a prevenir ou reprimir atos criminosos, desbaratar quadrilhas ou facultar a produção de provas em processos penais e a investigação e prevenção de crimes raciais e de intolerância.

Já as atribuições e competência da Corregedoria da Polícia Militar é assegurar a disciplina e a apuração das infrações penais na Corporação, fornecendo amplos poderes ao Corregedor para a consecução do objetivo maior de oferecer ? população um serviço de segurança de excelente qualidade. Ainda são mantidas as investigações para a apuração de casos em que o policial militar é vítima, para a satisfação dos anseios de justiça, da Corporação e da família daquele que tomba em serviço ou em decorrência dele.

O responsável pelo DHPP de São Paulo é o delegado Jorge Carrasco. Já a Corregedoria da PM tem como comandante o coronel Rui Conegundes de Souza. Ambos os comandos são subordinados ? Secretaria Estadual de Segurança Pública, administrada pelo promotor de Justiça, Antônio Ferreira Pinto.