Delegado seccional promove mudanças na Polícia Civil

Até o próximo dia 5 de dezembro, mudanças significativas serão promovidas pelo delegado seccional de Botucatu, Antônio Soares da Costa Neto, com o intuito de prestar um atendimento mais qualificado ? população, com a criação de duas centrais de atendimento e a eliminação dos quatro distritos policiais (DPs), que hoje funcionam, respectivamente, na Cohab I, Jardim Peabirú, Centro e Vila dos Lavradores.

A Central I está sendo instalada na Rua João Passos, nº 1380, região do Bairro do Lavapés e irá agregar o 1º e 3º distritos policias enquanto a Central II terá a unificação do 2º e 4º DPs funcionando na Rua Major Matheus nº 1001, na Vila dos Lavradores. Ambos os imóveis estão sendo preparados para servir a polícia.

Com a unificação a Central I ficará com três delegados de polícia (Marcelo Lanhoso de Lima, Marcos Sagin Campos e José Sérgio Palmieri Júnior), seis escrivães, seis investigadores e um agente. Já a Central II terá dois delegados (Marcos Mores e Antenor de Jesus Zeque), seis escrivães, cinco investigadores e um agente.

“Estas mudanças estão sendo feitas para otimizar os serviços e prestar melhor atendimento ? população, sem falar na economia de despesas que as mudanças irão gerar. A população pode acreditar que isso (as mudanças) vai gerar significativa melhora na Polícia Civil de Botucatu”, prevê o delegado seccional que tem em sua área de comando 11 municípios agregados e que também podem sofrer mudanças.

“Estamos estudando outras mudanças nas cidades da região onde o índice de ocorrências é pequeno. Existem municípios em que não é feito um Boletim de Ocorrência (BO) há um mês. Não tem sentido manter uma delegacia aberta o dia inteiro nessa situação, cinco dias por semana. Vamos fazer uma estudo para otimizar o atendimento nas cidades que fazem parte da seccional de Botucatu”, adiantou Soares Neto.

Também não está descartada a possibilidade de ser criada a Central de Investigação, que irá agregar todas as delegacias especializadas da Cidade. Com isso, num único prédio irá funcionar a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM); Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE); Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Setor de Inteligência (SI) e Grupo Armado de Repressão Contra Roubos e Assaltos (GARRA).

“Na verdade a unificação das delegacias especializadas é um projeto da Secretaria Estadual de Segurança Pública, prevista para ser aplicada em todas as delegacias regionais e seccionais do Estado de São Paulo. Também já estamos nos preparando para esta mudança para encontrar um prédio que seja adequado”, finalizou o seccional.

Fotos: Valéria Cuter