Crime é desclassificado e réu é absolvido por júri popular

Fotos: Valéria Cuter

Num julgamento rápido, o Conselho de Sentença formado por cinco mulheres e dois homens, optaram pela absolvição do réu Tiago Luiz Camargo, que foi denunciado como autor de crime de tentativa de homicídio cometido contra Juliano Garcia, em um processo que deu entrada na Justiça em 2003.

Os jurados acataram a tese defendida pelo advogado Carlos Carmelo Torres que pediu a desclassicação de crime de tentativa de homicídio para lesão corporal. Na presidência dos trabalhos esteve o juiz titular da 2º Vara Criminal da Comarca, Marcus Vinícius Bachiega e representando o Ministério Público atuou em plenário, o promotor de Justiça, Marcus José de Freitas Corvino.

Consta no processo que o crime ocorreu no início da madrugada do dia 20 de dezembro, nas proximidades de um bar na Rua Ângelo Simonetti, região do Jardim Continental. Na ocasião o tio do réu teria reconhecido e acusado Garcia de ter cometido um furto e depois retirado a acusação.

Entretanto, ele não gostou de ter sido apontado como criminoso e passaram a discutir. Tiago Camargo entrou na discussão e teria desferido uma facada contra Garcia, causando-lhe lesões que por pouco não o levaram ? morte.