Criança fica com a cabeça presa em portão elétrico

Fotos: Valéria Cuter

Uma criança de 05 anos de idade teve que ser internada no Hospital das Clínicas (HC) da Unesp de Botucatu, em razão de ter sofrido uma lesão corporal ao ficar com a cabeça presa nas grades de um portão elétrico.

O caso atendido pelos policiais militares Lofiego e Doriguel foi em uma transportadora na Avenida Dom Pedro II, região do Parque Imperial, ? s margens da Rodovia João Hipólito Martins – Castelinho e registrado em Boletim de Ocorrência (BO) no Plantão Permanente pelo delegado Marcos Sagin Campos.

Os policiais se deslocaram até o local acionados pelo porteiro da transportadora onde a criança havia se ferido em razão de ter colocado a cabeça no vão da grade do portão para olhar para dentro do pátio. O portão foi acionado por controle remoto e criança ficou com a cabeça prensada. Ela passou a gritar e o portão foi desativado.

A polícia apurou que esta criança passava em frente ao portão da empresa levada por uma tia com outras duas crianças, que retornavam da creche, no final da tarde desta terça-feira (12). Ela acabou ficando para trás, se agachou e forçou a cabeça contra as grades do portão, ficando presa, fora do raio de visão do vigia.

A criança foi socorrida pelos próprios funcionários da transportadora e levada ao Pronto Atendimento da Unesp onde recebeu os primeiros atendimentos e passou por um procedimento cirúrgico no rosto. Posteriormente, foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ficando em observação médica. A criança não sofreu fratura óssea e seu estado é estável.