Corpo de Bombeiros explana os riscos de afogamentos

 

Fotos: Valéria Cuter

 

Na manhã desta sexta-feira o Corpo de Bombeiros, como o tenente Winckler e o sargento Celestino iniciou a campanha “Viva Verão”, com uma palestra educativa sobre os riscos de afogamento. O encontro se deu na sala de teleconferência da Secretaria Municipal de Educação, com a presença de representantes de várias instituições tratando de temas pertinentes à campanha.

Com o aumento das temperaturas, piscinas, rios e praias são destinos certos de muitos nestas férias escolares. Celestino observou que a maioria dos casos de afogamento acontece em razão  das pessoas não seguem as normas de segurança estabelecidas e acabam excedendo os limites permitidos. “O uso de álcool é um dos fatores de risco mais importantes na epidemiologia do afogamento”,  destacou o policial.

Para a campanha deste ano a maior novidade será o  curso de salvamento  a ser ministrado pelo sargento do Corpo de  Bombeiro aos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192);   Defesa Civil da Prefeitura;  agentes da Guarda  Municipal; e pessoas de entidades engajadas na campanha.

Também serão instaladas placas em pontos de maior risco como em cachoeiras e  represas da região e bairros como o Rio Bonito, Mina e Porto Said.  Em um terceiro momento, o tema também será trabalhado nas escolas do Município, para alertar sobre os cuidados que as pessoas devem ter em piscinas.

O coordenador da Defesa Civil, Paulo Renato da Silva,  destaca que no verão, os casos de afogamento em todo o País praticamente dobram. “O programa visa mostrar para as pessoas os riscos do afogamento, ajudando-as a prevenir sobre qualquer situação perigosa”, argumenta, lembrando que os telefones para emergência são: 199 (Defesa Civil); 192 (Samu); e  193 (Corpo de Bombeiros).  “Também faremos bloqueios educativos e distribuição de panfletos alusivos à Campanha”, complementa.