Condenado em “saidinha” é preso por tráfico de entorpecentes

Numa operação deflagrada pelo sargento Laudo e soldado Doriguel, tendo no apoio os soldados Moreno e Marquesine, o condenado procurado pela Justiça, Paulo Henrique Andrade de Araújo, de 27 anos de idade, conhecido como Paulinho, foi preso na tarde desta quarta-feira (1º de junho), na Rua Soldado José Lazarini, região do Jardim Aeroporto.

Os policiais receberam uma denúncia informando que um condenado foragido estava em uma determinada casa da rua citada e no local efetuaram a prisão de Paulinho. Ele foi condenado por crime de tráfico de entorpecentes e havia conseguido o benefício da saída temporária (saidinha) do Dia das Mães, mas não retornou no dia e hora determinados pela carceragem da Penitenciária de Pacaembu, onde cumpre sua pena de cinco anos imposta pela Justiça.

Em um dos quartos da casa os policiais localizaram 06 pedras de crack, 21 porções de cocaína e outra porção de 07 gramas de crack. Ao ser abordado, Paulinho alegou que havia entrado na casa somente para tomar banho e teria perdido permissão ? moradora que é namorada de um amigo seu que está preso na Penitenciária de Lavínia. Ele isentou a mulher de qualquer culpa. Disse, também, que tem parentes em Botucatu, mas está sem residência fixa, ou seja, não mora na casa de ninguém desde que saiu da prisão.

Revela que foi condenado a cinco anos de reclusão e já cumpriu quatro anos e dois meses, faltando, entretanto apenas 10 meses para completar a pena e ser colocado em liberdade. Com esse novo flagrante, deverá ser submetido a um novo julgamento e corre o risco de ser condenado a até 15 anos de prisão. Sobre sua decisão de não retornar da saidinha ele foi taxativo. “Tenho medo de voltar”. Ele foi assistido pela advogada criminalista Silvana Pradela Carli.

Apos prestar depoimento ao delegado Paulo Buchignani na Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), Paulinho, foi recolhido ? Cadeia Pública local e nas próximas horas deverá ser reconduzido ? Penitenciária de Pacaembu.

Fotos: Jornal Acontece Botucatu