Condenado a 10 anos por assalto é preso pelo GAPE

No início da tarde desta segunda-feira (19) os agentes Pimentel, Rezende e Adeilson, da Guarda Civil Municipal (GCM) que fazem parte da equipe do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), efetuaram a prisão de Luís Gustavo de Mattos, de 22 anos, vulgo “Pezão”. A ação desenvolveu-se na Rua Rubens de Oliveira Cardoso, região do Jardim Aeroporto.

O indivíduo que é conhecido nos meios policiais pela prática de roubo e estava sendo procurado por determinação judicial, ao perceber a chegada da viatura do GAPE saiu correndo e pulou quintais de várias residências, para tentar escapar do cerco, mas acabou sendo preso.

Ao ser questionado sobre a tentativa de fuga, Pezão, não soube explicar e se identificou com outro nome. Porém, numa pesquisa detalhada no Sistema Informações de Segurança (INFOSEG) verificou-se que o averiguado estava mentindo.

Diante dos fatos o averiguado acabou confessando que estava foragido da Penitenciária III de Hortolândia, onde cumpre pena pelo crime de roubo cometido em Botucatu. Estava preso há três anos e foi beneficiado pela saída temporária (saidinha) do Dia Das Crianças de 2011 e não retornou para cumprir o restante da pena.

Pezão que é considerado um marginal de alta periculosidade tem um restante de pena de pouco mais de seis anos a cumprir e recebeu uma condenação de 10 anos de reclusão por cometer dois roubos ? mão armada em 2009. Desde então, permanecia preso no Sistema Prisional do Estado de São Paulo.

O indivíduo foi conduzido até a 1ª Central de Polícia Civil, onde o delegado Marcos Sagin Campos deliberou que “Pezão” fosse recolhido ? Cadeia Pública de Botucatu e nos próximos dias será transferido ? Penitenciária de Hortolândia III.