Comando da PM fez o balanço dos projetos educacionais

Na tarde desta quinta-feira (16) o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPMI), tenente coronel José Aparecido Godoy Siqueira, reuniu a imprensa de Botucatu e região para divulgar o balanço do trabalho de prevenção criminal juvenil, realizado ao longo deste ano.

Em sua explanação o comandante fez um apanhado geral, enaltecendo o trabalho dos oito policiais que estão engajados nos projetos educacionais Polícia Militar, como Programa Educacional de Resistência ? s Drogas e a Violência (Proerd) e Jovens Construindo a Cidadania (JCC). São instrutores desses projetos educacionais os policiais militares Ocampos, Pontes, Tibúrcio, Benedito, Silvana, Edson, Santana e Moura.

“Os nossos oito policiais do 12º BPMI se especializaram nessa atividade educacional estão fazendo um trabalho digno dos maiores elogios nas escolas das cidades que fazem parte da nossa área de comando. Mesmo não deixando de exercer suas atribuições como policiais no patrulhamento ostensivo/preventivo, eles se empenharam para colher os resultados. Não foram raras ? s vezes em que eles trabalharam nas folgas para dar palestras e cursos aos estudantes”, comentou Siqueira.

O subcomandante do 12º Batalhão major Jorge Miguel mostrou dados de 2010 em que o trabalho junto ao Proerd e o JCC alcançaram o público infanto juvenil. “Aos alunos foram transmitidas as orientações “de como dizer não ? s drogas” e os malefícios do “bullyng” (gangue de estudantes em escolas), visando o ambiente escolar saudável, proporcionando a criança e ao jovem tornar-se a solução do problema ao invés do problema em si”, enfocou o major da PM.

Destacou que de, aproximadamente, 12 mil alunos que frequentam escolas públicas ou privadas da região, 3.786 fizeram parte dos programas educacionais. Enfatiza que os projetos já foram desenvolvidos em Botucatu, São Manuel, Itatinga, Pratânia, Torre de Pedra, Conchas, Porangaba e Laranjal Paulista. Outras cidades da região deverão ser atendidas em 2011.

Vale lembrar que o trabalho desenvolvido pelo 12º BPM foi reconhecido pelo comando do CPI-7, de Sorocaba, a quem o Batalhão da região de Botucatu é subordinado. O tenente coronel Siqueira, representando toda corporação recebeu o selo Grau Ouro de Qualidade, somente concedido a regionais que tiveram papel de destaque, tanto na área de repressão com a queda dos índices de criminalidade, como na educacional desenvolvendo programas como o Proerd e JCC. “Esse é um reconhecimento que estendo a todos os policiais que fazem parte no 12º Batalhão”, disse o comandante.

Fotos: Valéria Cuter / Divulgação