Comandante da Ambiental de Botucatu é condecorado

Na ultima quarta feira (12) o comandante da Policia Militar Ambiental de Botucatu, 1º tenente Gustavo Henrique do Nascimento participou de solenidade do município de Atibaia/SP, onde foi condecorado pelo comandante do Policiamento Ambiental do Estado de São Paulo, coronel Milton Sussumo Nomura, com a Medalha Cinquentenário do Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A medalha do Cinquentenário foi instituída por meio do Decreto Estadual nº 44.488, de 07 de dezembro de 1999 e é entregue ? personalidades, pessoas físicas ou jurídicas, militares ou civis, que tenham ativa participação nas atividades de proteção ao meio ambiente realizadas pelo Policiamento Ambiental.

O processo da outorga de medalhas se inicia anualmente no mês de agosto, com a reunião da Comissão de Outorgas da Medalha Cinquentenário. Após um criterioso processo de eleição, já que o número de medalhas é limitado a uma cota anual, a Comissão encaminha os nomes dos agraciados ao Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, que os homologa por meio de publicação dos nomes em Boletim Geral da Instituição Policial Militar.

O tenente Henrique afirma que “tal reconhecimento é a confirmação de que em nossa região o trabalho realizado pela Policia Militar Ambiental tem sido eficiente, trazido ótimos resultado e que o trabalho em conjunto de todos os setores da sociedade trará ainda muitos benefícios na área ambiental para nossa região”.

Vale lembrar que o tenente Henrique foi o principal responsável pela construção da nova sede da regional da Polícia Ambiental ? s margens do km 248+400 metros da SP-300 Rodovia Marechal Rondon, ao lado do antigo prédio do Departamento de Estrada de Rodagem (DER), num espaço de três mil metros quadrados, sendo 500 de área construída para atender a 26 municípios da região, agregando uma população estimada em 500 mil habitantes.

Também está dentro da área de comando da Ambiental de Botucatu as três maiores represas do Estado de São Paulo: Barra Bonita, Chavantes e Jurumirim. O território alcança 15 mil quilômetros quadrados de área terrestre, 1.000 quilômetros quadrados de rios e 1.500 quilômetros quadrados de represas, atendendo a uma média 100 denúncias de crimes contra a natureza por dia.