Cidadão usando documento de major acaba preso pela PM

Uso de documento falso, desobediência, dano qualificado, trafegar em velocidade incompatível ? rodovia e resistência. Foram esses os artigos do Código Penal Brasileiro (CPB) em que um cidadão identificado apenas como Paulo foi enquadrado depois de ser preso numa ação da Polícia Militar Rodoviária.

Durante realização da “Operação Impacto” realizada nesta sexta-feira (22) no km 208 da SP-280 Rodovia Presidente Castello Branco, nas proximidades da praça de pedágio de Itatinga, esse cidadão (Paulo) parou, voluntariamente, no local com seu veículo marca Renault, modelo Sandero, cor prata, ano 2012, placas NXY-8956, do município de Belo Horizonte/MG, identificando-se como major da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Por haver dúvidas e contradições durante conversação com o comandante da operação rodoviária foram feitas consultas junto aos registros da PM não havendo quaisquer dados nos quadros da Corporação relativos a esse indivíduo. Foi então que o averiguado entrou em seu veículo e empreendeu fuga, sendo acompanhado pelas viaturas do 2º e 5º Batalhão Rodoviário e ele acabou sendo abordado na SP-300, Rodovia Marechal Rondon, altura do km 311, no município de Lençóis Paulista.

O cidadão foi apresentado no Distrito Policial de Lençóis Paulista/SP, sendo elaborado auto de prisão em flagrante delito por várias infrações. O averiguado acabou recolhido ? Cadeia Pública de Avaí e o caso está sob investigação. Existe suspeita de que ele seja um “batedor”, elemento usado por contraventores para vir ? frente de veículos que trazem mercadorias contrabandeadas do Paraguai ou transportando droga. O “batedor” vem ? frente observando se existe policiamento nas rodovias.