Cidadão esquece documento no local do crime

Um fato inusitado aconteceu com um cidadão de 37 anos chamado José Márcio da Silva, indiciado por crime de furto qualificado, após ter sido preso em flagrante pelos policiais militares Trombaco e Lucas, da equipe Alpha.

Apurou-se que esse cidadão  foi acusado de ter invadido uma loja da empresa Claro, na Rua Amando de Barros, Centro, estourado a parede dos fundos do estabelecimento comercial para praticar o furto.  Porém,  não percebeu que sua Carteira de Identidade havia caído e acabou fugindo “esquecendo” o documento no local do crime.

O indiciado é bastante conhecido nos meios policiais e verificado que era proprietário de um veículo VW/Golf, que estava estacionado próximo á loja furtada. Com isso a PM chegou até Silva, que confessou ter cometido o furto. Encontrado também pelo local, uma caixa de ferramentas, uma lixadeira, uma serra, um pedaço de cano de metal e um camiseta na cor branca pertencentes ao indiciado.

Dada voz de prisão ao mesmo e encaminhado ao Plantão Permanente, onde o delegado José Sergio Palmieri Júnior tomou ciência do ocorrido e elaborou o Boletim de Ocorrências (BO), encaminhando o indiciado à Cadeia Pública de Itatinga. Veículo recolhido ao pátio e objetos encontrados no local apreendidos pelo plantão.

Vale lembrar que essa mesma loja havia sido furtada no mês passado quando foram levados 98 celulares. De acordo com a polícia, exceto pelo fato do esquecimento do documento no local do crime, a maneira de agir foi semelhante, ou seja, arrombamento da parede dos fundos da loja.