Cidadão acaba preso quando renovava documentos

Os guardas municipais Jayme e Lucchesi efetuaram a prisão de um homem de 45 anos quando ele renovava sua documentação na sede do Poupatempo, que fica na Avenida Marechal Floriano Peixoto, região central da cidade. Ao consultar os antecedentes criminais desse cidadão, o atendente constatou que ele estava sendo procurado por estar em débito com o pagamento de pensão alimentícia. 

O homem foi apresentado junto a Delegacia de Investigações Gerias (DIG) onde o delegado Celso Olindo deliberou pela prisão do indiciado, determinando seu encaminhamento Cadeia Pública de Itatinga. Embora não seja considerado crime grave,  muitas pessoas acabam sendo presas por descumprir esse compromisso judicial. Esta é a única forma de prisão civil admitida, sem grandes questionamentos, nos tribunais brasileiros.

 

Usando maconha

Batista e Petenucci foram os agentes municipais que surpreenderam alguns indivíduos usando entorpecente no Estádio João Roberto Pilan (Inca). O fato aconteceu durante patrulhamento preventivo e comunitário quando testemunhas viram os indivíduos fumando maconha debaixo da arquibancada. Com a aproximação da guarnição vários indivíduos saíram correndo, porém dois deles foram detidos e constatado que realmente haviam utilizado drogas. Um dos averiguados tem 18 anos e o outro 17.

 

Apoio ao Judiciário

Os guardas civis municipais Regina, Ronaldo e Marcos,  do Grupo Especializado de Patrulhamento Com Motos (Gepom),  realizaram apoio ao Poder Judiciário. O fato aconteceu na região central da cidade, onde um oficial de justiça estava tentando cumprir um mandando de busca e apreensão de um veículo, porém duas pessoas estavam tentando impedir o cumprimento do mandando. Com a chegada dos guardas os indivíduos acabaram entregando o veículo ao oficial de justiça bem como ao representante da financeira que acompanhava a situação.

 

Auxílio a idosos

Durante a madrugada desta sexta-feira os guardas civis municipais inspetor Paes e agentes Dias, Castilho e Bozzoni atenderam a dois casos de auxílio ao idoso. A primeira situação foi na Vila Maria, onde uma senhora de 76 anos caiu no banheiro e sua cuidadora não conseguia levantá-la. Sendo assim,  acionou a GCM que prestou todo apoio necessário, inclusive colocando a senhora na cama.

Já o segundo caso foi na região central da cidade, onde um senhor de 92 anos caiu da cama e sua esposa de 86 não conseguia ajudá-lo e achou melhor acionar a GCM. Esses atendimentos fazem parte das ações efetivas do Programa de Atendimento à Família e ao Idoso (PAFI).