Cidadão acaba preso por crime de violência doméstica

O acusado foi indiciado em crime de violência doméstica e recolhido à Cadeia Pública de Itatinga por não ter R$ 1.000,00 para pagar a fiança estipulada pelo delegado

 

Na noite desta segunda-feira (07) os guardas civis municipais Barcaça e Wilson estiveram na região da Vila Cidade Jardim atendendo um caso de violência doméstica. No local uma mulher de 36 anos havia sido agredida pelo seu marido de 50 anos por socos e mordidas no rosto.

Quando os GCM’s chegaram à residência da vítima o agressor havia se evadido do local, porém minutos depois foi localizado nas proximidades da casa e recebeu voz de prisão, sendo que o casal foi apresentado no plantão policial. O delegado Marcelo Lanhoso de Lima ratificou a voz de prisão pelo crime de violência doméstica e arbitrou fiança no valor de R$1.000,00, que não foi paga pelo agressor. Por causa disso acabou recolhido à Cadeia Pública de Itatinga.

 

Perturbação do sossego

Ainda na noite desta segunda-feira os agentes Barcaça e Wilson também estiveram na Vila Maria atendendo um caso de perturbação do sossego público, já que no local funciona uma loja que vende e instala som automotivo e o proprietário do estabelecimento estava testando os equipamentos de um veículo, inclusive estava atrapalhando a vizinhança com o barulho. Os guardas realizaram a orientação e solicitaram o alvará de funcionamento do local, porém não foi apresentado pelo dono da loja, que se prontificou a regulamentar a situação junto a Prefeitura Municipal.