Cenipa investiga causas do acidente com avião agrícola que matou piloto em Botucatu

queda-aviao-7O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) investiga as causas do acidente com um avião agrícola em Botucatu (SP) que matou o piloto Elias Sanchez Casanova, de 38 anos. Uma equipe foi ao local neste sábado (10) para averiguar possíveis causas e se houve falha mecânica ou do piloto.

A aeronave, com prefixo PR-TVE, caiu no fim da tarde desta sexta-feira (8) em uma fazenda em Botucatue se chocou contra fios de uma linha de transmissão de energia elétrica. O piloto chegou a ser socorrido pelos bombeiros para o Hospital das Clínicas da cidade, mas não resistiu aos ferimentos, segundo a Polícia Militar. Ele morava em Sertãozinho e era natural de Ribeirão Preto.

O modelo da aeronave era um Piper Aircraft -PA-36-375, de fabricação norte-americana, de uso agrícola. Em nota, o Cenipa informou que o relatório também será encaminhado para a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). De acordo com a assessoria de imprensa da Anac, o Cenipa faz a primeira investigação do acidente e a Anac checa a regularidade da aeronave, do piloto e das condições em que a aeronave estava.

Foto: Facebook
Foto: Facebook

O avião caiu sobre a Fazenda Graminha, de propriedade da empresa Citrosuco S/A Agroindústria, que fica às margens da rodovia Geraldo Pereira de Barros (SP-191) entre Botucatu e São Manuel, no quilômetro 184. A aeronave pertence à empresa Tangará Aeroagrícola S/A, com sede em Orlândia.

De acordo com Tiago Magalhães Silva, sócio proprietário da empresa de pulverização, o piloto trabalhava na empresa há três anos e no dia do acidente fazia serviços de pulverização naquela área. Segundo a empresa, o piloto era casado e tinha um filho de nove anos. O corpo de Elias já foi liberado pelo Instituto Médico Legal e será velado em Sertãozinho.

A empresa Tangará Aeroagrícola informou que estão acompanhando as investigações e também prestando todo apoio aos familiares do piloto. A Polícia Civil de Botucatu investiga o caso.
O acidente causou a interrupção de energia em cidades como Botucatu, Pardinho, Itatinga, Bofete e Barra Bonita deixando 62.755 clientes sem energia elétrica, por aproximadamente quatro horas. A energia foi reestabelecida por volta das 21h de sexta-feira (8).

Fonte: G1