Carta anônima ajuda GCM prender pessoa ligada ao tráfico

Uma carta deixada defronte ? base da Guarda Civil Municipal (GCM), fazendo denúncias anônimas, levaram os agentes do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE), a prender um rapaz chamado Carlos Henrique Aparecido Moreto do Santos, de 21 anos, conhecido como Carlinhos ou Alemão, apontado como chefe de tráfico. Nesta carta também havia nomes de outras pessoas que estariam ligadas ao tráfico e estão sendo averiguadas.

O fato ocorreu na Rua Capitão Ariovaldo Corrêa Pinto, altura do número 57, na Vila São Luiz, onde durante o patrulhamento os agentes avistaram Carlinhos defronte sua residência e optaram por realizar a averiguação. Na revista pessoal localizaram com o mesmo três celulares.

Em razão do aparente nervosismo do suspeito, os guardas municipais solicitaram autorização para vistoriar a residência e durante as buscas foi localizado um embrulho contendo 28 flaconetes (cápsulas) de cocaína e o averiguado recebeu a voz de prisão em flagrante delito pelo crime de tráfico.

Carlinhos foi apresentado ao Plantão Permanente, juntamente com a carta deixada na GCM sugerindo que estaria traficando no local, onde foi ratificada a voz de prisão pelo delegado Marcelo Lanhoso de Lima e ele acabou enquadrado em crime de tráfico de entorpecentes e recolhido na Cadeia Pública de Botucatu.