Carros abandonados em via pública são recolhidos

Nesta quinta-feira (8) os agentes municipais inspetor Paes e guarda Batista, fizeram o recolhimento de dois veículos (Opala e Corcel) na região do Jardim Itamaraty. Os veículos estavam abandonados e os proprietários haviam previamente notificado conforme a Lei Municipal 5542/13, há mais de 10 (dez) dias.

Realizada a recolha dos automóveis ao pátio do Botucatu Parking e a multa para esse tipo de infração é de R$ 200,00 (duzentos reais) mais encargos, como guincho e diária do pátio, conforme consta na legislação vigente. Se o veículo não for retirado em 90 dias, ele será leiloado e a arrecadação cobrirá os gastos.

A lei 5.542 vigora desde o ano passado e estima-se que existam cerca de 300 veículos em situação de abandono espalhados pela cidade, acarretando uma série de problemas à população que tem se manifestado de maneira muito positiva em relação a esse trabalho, já que  esses carros abandonados poder abrigar insetos e animais peçonhentos, além de criadouros do mosquito da dengue e esconderijo de drogas.

O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Vicente Ferraudo, diz que o objetivo da lei está sendo atendido. “Existe a certeza, entre todos os envolvidos, de que mais do que se estabelecer uma regra para enfrentar o problema é preciso ter atitude. Por isso, depois de notificados os proprietários de veículos, passaremos a recolher aqueles que estão em desacordo com a lei”, coloca.

O comandante da GCM, Sérgio Luiz Bavia enfatiza que essa é uma ação que permite que o poder público ofereça uma resposta a um grande número de reclamações. “Em alguns locais, o simples fato de divulgar a lei e as consequências para quem não cumpri-la já faz com que veículos fossem retirados. Estamos atendendo um antigo clamor da população”, frisa.

De acordo com a lei, a situação de abandono é caracterizada quando o veículo permanece estacionado no mesmo local da vida ou logradouro público por mais de quinze dias consecutivos, desde que apresente uma ou mais das seguintes condições: sinais exteriores de visível estado de decomposição e mau estado de conservação ou impossibilitado de se locomover por seus próprios meios; ausência de placas de identificação obrigatória; vidros quebrados ou portas destrancadas, de tal forma que permita o acesso de pessoas em seu interior; falta de uma ou mais rodas ou pneus; sinais de incêndio, depredação ou destruição. Denúncias de veículos nessa situação poderão ser feitas através dos telefones 190 (Polícia Militar) e 199 (Guarda Civil Municipal).