Cão da raça Pit Bull solto ataca criança na Vila Real

Mais um ataque de um cão da raça Pit Bull foi registrado em Botucatu. Desta feita atendido pelos policiais militares cabo Paulino e soldado Sinvaldo, na Rua Hernani dos Reis, altura do número 241, região da Vila Real, nesta terça-feira.

A vítima do animal que estava solto na rua, atacou uma criança de nome Walacce Moraes, de 11 anos de idade, por volta das 20 horas. O cão escapou do quintal do vizinho me atacou a criança que brincava na rua, causando-lhe ferimentos no peito.

O menino foi socorrido pelo pai, Achiles Moraes e pelo proprietário do animal, que não teve o nome divulgado e poderá responder por crime de lesão corporal culposa, já que é dele a responsabilidade de manter o cachorro preso para evitar ataques a transeuntes. A criança permaneceu internada sob observação médica.

{n}O perigo do Pit Bull{/n}

O Pit Bull é um termo genérico que se refere a um conjunto de raças de cães, incluindo (mas não se limitando) ao American Pit Bull Terrier, o American Staffordshire Terrier e o Staffordshire Bull Terrier, e os cruzamentos entre essas raças. Costuma-se usar o termo Pit Bull para designar a raça American Pit Bull Terrier.

Por clamor público, o Pit Bull foi banido em alguns países como o Canadá. Na Inglaterra sua criação é autorizada apenas pela justiça. Nos Estados Unidos, baniram a criação em vários estados com muitos outros empregando pesadas restrições na posse do animal.

No Brasil, não há legislação específica, porém a cada fatalidade reportada na mídia, na massacrante parte das vezes de forma completamente errônea (como intitular cães sem raça definida, vulgo vira-latas, como exemplares da raça APBT), inflama o debate na sociedade por leis mais rígidas e punição aos donos.

Foto: Divulgação