Câmara aprova 28 requerimentos e seis projetos

A Câmara Municipal de Botucatu teve uma segunda-feira,14, bastante agitada na última Sessão antes do recesso parlamentar dos legisladores, que agora retornam seus trabalhos apenas no dia 04 de agosto. No total, foram apresentados e aprovados 28 requerimentos, além de quatro moções. Na Ordem do Dia foram aprovados cinco Projetos de Lei e na Sessão Extraordinária realizada logo sem seguida, mais um Projeto de Lei foi aprovado, enquanto os dois outros que deram entrada foram adiados mediante pedido de Vistas.

Todas as Moções apresentadas foram de conteúdo positivo. Um delas, de autoria do vereador Izaias Colino [PSDB], foi uma Moção de Apoio à aprovação do Projeto de Lei Complementar 54/2013 que altera a organização e divisão judiciária do Estado. Outras duas Moções foram de congratulações e de autoria dos vereadores Carlos Trigo [PT] e Curumim [PSDB]. A primeira delas, destinada aos atletas portadores de deficiências físicas que representaram Botucatu nos Jogos Regionais e a segunda para toda a delegação de atletas botucatuenses que participaram dos mesmos jogos. A última moção, de autoria do vereador Valmir Reis [PPS] foi destinada a equipe da Sala do Empreendedor da Casa do Cidadão. Equipe essa que esteve presente e recebeu o documento durante a suspensão da sessão.

Na Ordem do Dia, cinco Projetos de Lei foram aprovados, seno eles o PL 37/2014, de iniciativa do prefeito, que instituiu o Plano Emergencial de Calçadas em Botucatu, com apenas um voto contrário, da vereadora Rose Ielo [PT]. O PL 19/2014, também de iniciativa do Executivo e que cria a Comissão de Defesa Civil, foi aprovado por unanimidade, assim como a PL 53/2014, de autoria do vereador Lelo Pagani [PT], que instituiu em Botucatu, o “Dia da Doação de Leite Humano” e a PL 63/2014, do mesmo autor, que denomina de Luiz Antônio Rodrigues [Tuim], a quadra poliesportiva do Angelino de Oliveira. A última PL aprovada, de número 68/2014, de autoria do vereador Curumim, denominou de Natale Marchi a Rua 03, do Caimã.

Na Sessão Extraordinária realizada logo em seguida à Ordem do Dia, o primeiro Projeto de Lei [64/2014], de iniciativa do prefeito municipal, que solicitava autorização para alienar bens municipais cujas aquisições derivaram de procedimentos judiciais, foi aprovado por unanimidade, porém, os dois seguintes [65 e 66/2014] com conteúdo muito semelhante, foram adiados mediante pedido de vistas da vereadora Rose Ielo.

Durante a Sessão, o assessor municipal em Políticas de Inclusão Social, Paulo Malagutte se dirigiu até a tribuna, onde mais uma vez falou do Plano Emergencial de Calçadas e respondeu alguns questionamentos apresentados pelos legisladores. Os 28 requerimentos apresentados foram aprovados pela unanimidade dos vereadores. 

Antes do início do recesso (férias) parlamentar que se inicia na sexta-feira (18) os vereadores aprovaram 28 requerimentos, além de quatro moções. Na Ordem do Dia foram aprovados cinco projetos de fei e na sessão extraordinária realizada logo sem seguida, mais um projeto de lei foi aprovado, enquanto os dois outros que deram entrada foram adiados mediante pedido de vistas.

Todas as moções apresentadas foram de conteúdo positivo. Um delas, de autoria do vereador Izaias Colino (PSDB), foi uma apoiando aprovação do Projeto de Lei Complementar 54/2013 que altera a organização e divisão judiciária do Estado. Outras duas moções foram de congratulações e de autoria dos vereadores Carlos Trigo (PT) e André Rogério Barbosa – Curumim (PSDB). A primeira delas, destinada aos atletas portadores de deficiências físicas que representaram Botucatu nos Jogos Regionais e a segunda para toda a delegação de atletas botucatuenses que participaram dos mesmos jogos. A última moção, de autoria do vereador Valmir Reis (PPS) foi destinada a equipe da Sala do Empreendedor da Casa do Cidadão. Equipe essa que esteve presente e recebeu o documento durante a suspensão da sessão.

Na Ordem do Dia, cinco projetos de lei foram aprovados, sendo eles o PL 37/2014, de iniciativa do prefeito, que instituiu o Plano Emergencial de Calçadas em Botucatu, com apenas um voto contrário, da vereadora Rose Ielo (PT). O PL 19/2014, também de iniciativa do Executivo e que cria a Comissão de Defesa Civil, foi aprovado por unanimidade, assim como a PL 53/2014, de autoria do vereador Lelo Pagani (PT), que instituiu em Botucatu, o “Dia da Doação de Leite Humano” e a PL 63/2014, do mesmo autor, que denomina de Luiz Antônio Rodrigues (Tuim), a quadra poliesportiva do Angelino de Oliveira. A última PL aprovada, de número 68/2014, de autoria do vereador Curumim, denominou de Natale Marchi a Rua 03, do Caimã.

Na Sessão Extraordinária realizada logo em seguida à Ordem do Dia, o primeiro Projeto de Lei (64/2014), de iniciativa do prefeito municipal, que solicitava autorização para alienar bens municipais cujas aquisições derivaram de procedimentos judiciais, foi aprovado por unanimidade, porém, os dois seguintes (65 e 66/2014) com conteúdo muito semelhante, foram adiados mediante pedido de vistas da vereadora Rose Ielo.

Durante a Sessão, o assessor municipal em Políticas de Inclusão Social, Paulo Malagutte se dirigiu até a tribuna, onde mais uma vez falou do Plano Emergencial de Calçadas e respondeu alguns questionamentos apresentados pelos legisladores. Os 28 requerimentos apresentados foram aprovados pela unanimidade dos vereadores.