Botucatu permanece como a Cidade mais segura do Estado

Foto: Valéria Cuter

Várias autoridades ligadas a área de Segurança Pública de Botucatu estiveram reunidos na tarde desta segunda-feira (17) no auditório Cyro Pires da Prefeitura Municipal para fazer um levantamento das ações conjuntas desenvolvidas e mostrar a avaliação dos índices da criminalidade durante os primeiros oito meses deste ano.

Estiveram presentes o secretário de Segurança Pública e Direitos Humanos, delegado Adjair de Campos; o delegado seccional de polícia Antônio Soares da Costa Neto; o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Celso Olindo; o subcomandante do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior, major Jorge Duarte Miguel; o comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar, capitão José Semensati Junior e o tenente PM Cagliari
Também se fez presente o comandante da Guarda Civil Municipal, (GCM), Sérgio Bavia; o presidente da Comissão de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção de Botucatu, Laudenir Lopes Gastes, acompanhado do membro do Conselho José Marcos Gramuglia e o presidente do Conselho de Segurança (Conseg), Clóvis de Almeida Martins.

“Os dados são bastante animadores e a meta é manter Botucatu como a cidade com mais de 100 mil habitantes mais seguras para se viver. Obtivemos essa conquista em 2010 e 2011 e temos grandes possibilidades de repetir o feito em 2012”, previu o secretário de Segurança Pública, delegado Adjair de Campos.

O major José Miguel salientou que foi através do trabalho conjunto entre as forças de segurança da Cidade, fez com que Botucatu se tornasse uma cidade segura para se viver. “Muitas operações conjuntas foram realizadas e muitas outras estão previstas com o intuito de coibir a criminalidade”, frisou o major da PM.

O delegado seccional revelou que os dados estatísticos da criminalidade nas cidades do Estado de São Paulo foram passados pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. “Os números colocam Botucatu numa situação de destaque no que tange a queda do nível de criminalidade e isso só está sendo possível com o engajamento de todos”, disse Soares Neto.

Nos últimos meses (até agosto) houve 05 assassinatos; 44 roubos; 03 roubos de veículos; 795 furtos; 58 furtos de veículos; 225 flagrantes; 654 pessoas presas; 508 casos esclarecidos; 02 homicídios esclarecidos; 19 roubos esclarecidos; 178 furtos esclarecidos; 784 veículos localizados; 39 armas apreendidas, além da apreensão de 697,142 kg de maconha, 2,608 kg de cocaína e 7,010kg de crack, em 92 flagrantes.