Aves silvestres são apreendidas em Vitoriana

O Grupo de Proteção Ambiental (GPA), da Guarda Civil Municipal (GCM) formado pelos agentes Carlos e Amâncio se deslocou até a Rua Belém da Vala, em Vitoriana, para averiguar uma denuncia feita via 199 alertando que no local haveria pássaros silvestres mantidos, ilicitamente, em cativeiro.

Feito contato com o proprietário que admitiu ter pássaros em cativeiro e autorizou a entrada da guarnição em sua propriedade onde foi encontrado três canários da terra, um azulão, um pássaro preto (chupim), um sábia pardo e um tico-tico, todos em gaiolas com água, comida e limpas, porém sem anilhas (anéis) de identificação e autorização para manter aves silvestres cativas. O proprietário foi indagado quanto ? documentação e informou não possuir e que mantém as aves por, aproximadamente se seis meses.

Diante dos fatos o averiguado com as aves foram conduzidos ao Plantão Policial Permanente onde o delegado Lourenço Talamonte Neto tomou ciência dos fatos e elaborou o Termo Circunstanciado (TC) baseado na Lei do Meio Ambiente e o fato será encaminhado para a Polícia Militar Ambiental para as demais providências cabíveis.