Assaltantes invadem posto e levam R$ 13 mil

No final da tarde desta sexta-feira, por volta das 18h45, um assalto ? mão armada foi registrado pelos policias militares Cabo Nicolosi e soldado Douglas, no Auto Posto Panorama, antigo Posto Malagueta, que funciona na Avenida Pedretti Netto, s/n, saída de Botucatu pela Rodovia João Hipólito Martins – Castelinho.

Uma perua VW Kombi da empresa Davanço & Davanço estacionou no pátio do posto para fazer o pagamento de funcionários. Todo o dinheiro estava dividido em diversos envelopes em nome dos respectivos funcionários. No total havia nos envelopes R$ 13 mil em dinheiro. Esse procedimento de pagar os funcionários no pátio do posto era comum e já havia sido feito outras vezes pela empresa.

Porém, antes de efetuar o pagamento, o representante da empresa, de nome Eduardo, foi rendido por dois indivíduos encapuzados que estavam em uma motocicleta Honda, de cor preta, sem placa, que vinha sentido Castelinho/Botucatu.

O carona da motocicleta armado com um revólver anunciou assalto, apanhou os envelopes com o dinheiro e a dupla fugiu em alta velocidade, sentido da Rua Joaquim Lyra Brandão – Cecap e desapareceu. Pelo menos cinco testemunhas presenciaram o crime.

O motorista da Kombi foi encaminhado ao Plantão Permanente, onde relatou o crime ao delegado José Sérgio Palmieri, que fez a confecção do Boletim de Ocorrência (BO), para que o caso seja encaminhado ? equipe especializada em esclarecimentos de furtos e roubos da Delegacia de Investigações Gerais (DIG). Toda a Rede Policial foi acionada para tentar localizar a motocicleta, mas os ladrões conseguiram escapar.

Entre os funcionários do posto, o clima era de indignação e medo. “Foi tudo muito rápido. No início eu nem percebi o que estava acontecendo. Só depois, quando a moto saiu cantando os pneus é que deu para perceber que alguma coisa tinha acontecido. Quando fiquei sabendo levei um choque, pois um minuto atrás eu estava ao lado da perua”, comentou um dos funcionários que pediu para não ser identificado.

Um outro funcionário revela que já viveu experiência semelhante. “Eu já vi outro assalto acontecer, quando um rapaz de moto parou para abastecer e ao invés de tirar dinheiro do bolso ele mostrou um revólver e levou o dinheiro que estava na “pochete” de um companheiro meu. É uma situação ruim, mas a gente não pode fazer nada”, comentou.

Foto: Valéria Cuter