Arma adulterada é apreendida por policiais da DIG

Jofre, Afonso e Vergílio, foram os policiais civis da equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que tiraram de circulação uma arma que estava com a numeração raspada e poderia ser utilizada para práticas ilícitas. A operação foi realizada nesta sexta-feira (16).

A apreensão da arma foi feita quando a polícia cumpria diversos mandados de busca e apreensão determinadas pela Justiça. Numa dessas buscas um comerciante de nome Silvio, que já teria trabalhado como segurança, foi flagrado com um revólver calibre 38, que não tinha identificação e estava com a numeração de fabricação adulterada.

Segundo o policial Jofre, existe um Boletim de Ocorrência (BO) por crime de ameaça contra esse cidadão dando conta de que estaria usando esta arma para intimidar um vizinho que, supostamente, teria furtado um amigo e mantinha os produtos do crime em sua casa.

“Esse BO (de ameaça), realmente, existe, mas ele nega que tenha ido armado até a casa do seu vizinho que estaria guardando produtos de furto e a denúncia não confirmada. Entretanto, fizemos a apreensão da arma ilícita e encaminhamos o acusado ? DIG onde foi enquadrado em crime de porte ilegal de arma”, explicou Jofre.

Fotos: Valéria Cuter