Animais na pista causam acidentes na Castelinho

Esta semana a Polícia Militar Rodoviária registrou a dois acidentes causados por animais (cavalos) atravessando a pista na SP-209 Rodovia João Hipólito Martins  Castelinho. Embora nenhum desses acidentes tenha resultado em vítimas graves, outras ocorrências desta natureza já terminaram em tragédias com vítimas graves e até fatais em diferentes rodovias que circundam o município.

Animais soltos que perambulam pelas margens das rodovias aumentam o trabalho dos policiais rodoviários e agentes municipais que, regularmente, se vêem obrigados a fazer o recolhimento de cavalos, vacas e cabras, transpondo a pista, principalmente, nas proximidades da cidade. Isso sem falar de animais silvestres que, regularmente, sofrem atropelamento.

O interessante é que após o animal causar um acidente, o proprietário, raramente, se apresenta, pois é ele que irá responder processo na Justiça pelos danos que o animal vier a causar. “O proprietário tem a obrigação de manter seus animais em locais adequados. No caso de um acidente com vítima fatal, por exemplo, ele poderá responder por crime de homicídio culposo”, alerta o comandante da Base Operacional da Polícia Rodoviária de Botucatu, tenente Ricardo Maganha.


O comandante realça que muitas propriedades não têm cercas e os animais acabam saindo dos seus limites, ganham a pista e se tornam risco eminente de acidente. “Na maioria das vezes os animais não têm nenhuma marca e os proprietários não são identificados para serem responsabilizados”, coloca o oficial.