Ambiental retira arma ilícita de circulação

Neste domingo (24) a patrulha do 2º Pelotão de Policia Militar Ambiental de Botucatu, com os soldados Viotto e Galvão, durante bloqueio na Estrada do Barreiro Rico, avistou um veículo parando na via ao avistar a viatura. A atitude suspeita chamou a atenção dos policiais que realizaram a abordagem.

No interior desse veículo (Parati, de cor prata com placas de Anhembi) havia dois homens e uma mulher. Na busca veicular foi localizado uma espingarda de pressão com a referida nota fiscal,

Como o local é alvo de denúncias rotineiras de caça e roubo de veículos, os policiais militares realizaram buscas nas proximidades da abordagem e localizaram uma espingarda calibre 36, desmontada e desmuniciada em um invólucro de pano e 10 cartuchs recarregados.

Um cidadão de iniciais S.A.S, de 32 anos, que conduzia o veículo assumnir ser o propteoriso da arma de fogo e quando avistou a viatura da Ambiental pediu que sua namorada jogasse a arma na estrada.

Foi dado voz e prisão aos ocupantes do carro, sendo todos conduzidos até a delegacia de Anhembi, onde o delegado Geraldo Franco Pires confeccionou o Boletim de Ocorrência (BO) por porte ilegal de arma. Em seguida, todos foram liberados.

{n}{tam:25px}Treinamento de abordagem{/tam}{/n}

{bimg: 24674:alt=interna1:bimg}

Vale lembrar que o 2º Pelotão de Policia Militar Ambiental de Botucatu, sob o comando do 1º tenente Gustavo Henrique do Nascimento efetuou treinamento de abordagem a veículos e pessoas em fundada suspeita, tendo em vista a necessidade de manter o contingente adequadamente treinado, conforme preconiza o Procedimento Operacional Padrão da Policia Militar do Estado de São Paulo.

O treinamento ocorreu na cidade de Avaré e durou o dia todo, sendo efetuado na parte da manhã treinamento teórico e na parte da tarde a parte pratica do evento. O pelotão de Botucatu é responsável por 26 municípios, tendo duas bases operacionais, sendo uma em Piraju e outra em Avaré, local do treinamento.