Ambiental descobre local de “esquentamento” de veículos furtados

Os policiais militares cabo Christófalo e soldado Viotto do 2º Pelotão de Policia Militar Ambiental de Botucatu realizaram neste sábado (26) uma operação que terminou em área de uma fazenda que, supostamente, estaria sendo usada para “esquentar” carros furtados na região.

O trabalho foi feito durante patrulhamento rural pelas vias rurais do município na busca de infratores que cometem crimes contra o Meio Ambiente. Os PMs receberam a informação, via rádio, de que um veiculo VW Voyage, placas BUH-1439, de Taubaté, havia sido furtado na região central de Botucatu e tomado sentido Vitoriana/Rio Bonito, pela Rodovia Alcides Soares.

De imediato, efetuado patrulhamento pelo interior da Fazenda Edgardia e estrada da Fazenda Barra Longa. Conforme informações de moradores de propriedades rurais nas proximidades, duas motocicletas e um veiculo com as características do produto de furto haviam passado há pouco pela via.

Com as informações, a patrulha dirigiu-se ? Fazenda Fartura onde quatro indivíduos evadiram-se ao avistarem a viatura policial, embrenhando-se em um matagal. Houve perseguição ? pé pela área da fazenda, porém sem êxito na detenção dos indivíduos, os quais abandonaram duas motocicletas ao lado da residência.

Pela casa foram localizados alguns objetos pertencentes ? vítima que teve o Voyage furtado, como carteira, rádio portátil, etc. Nas diligências realizadas nas proximidades, a Ambiental em controu o veículo produto do ilícito, escondido na mata.

Com isso foram localizados três veiculos (o Voyage e duas motocicletas) com as mesmas caracteríticas, levando a crer que os veículos seriam “esquentados” para posterior venda. Uma mulher, que seria amásia de um dos envolvidos, revelou que seu companheiro e colegas evadiram-se ao avistarem a viatura policial e que não sabe a origem dos veículos.

Efetuado contato com a vítima, sendo que a mesma dirigiu-se ao local para reconhecimento do veículo e demais providências. Compareceram ao local o delegadao titular de Delegacia de Investigações Gerais, Celso Olindo e os veículos removidos e conduzido ao Plantão Permanente, onde o Boletim de Ocorrência (BO) foi confeccionado.

Após diligências, dois dos quatro indivíduos suspeitos que fugiram foram identificados, mas os nomes permanecem em sigilo a pedido da polícia até que tudo seja devidamente esclarecido.