Ambiental apreende aves silvestres mantidas em cativeiro

Uma operação realizada nesta segunda-feira (20) pelos policiais sargento Oliveira e soldado Viotto, do 2º Pelotão de Policia Militar Ambiental de Botucatu, culminou com apreensão de diferentes espécies de pássaros da fauna silvestre, mantidas irregularmente em cativeiro. A PM chegou até o local, através de uma denúncia anônima (formulada ao telefone (14) 3882-6070).

Os policiais se deslocaram até a Rua Duvílio Leão, no Bairro Alto, Município de Botucatu e pelo local, após ter a entrada franqueada pelo proprietário (que não ofereceu resistência), foi constatado a existência 18 passarinhos da fauna silvestre sendo mantidos em cativeiro.

Nas buscas procedidas pelo quintal, foi localizada uma gaiola com um alçapão e no interior do mesmo havia uma ave da espécie conhecida como rolinha capturada. Ao ser indagado, um senhor de 52 anos de idade, com iniciais F.Z.P. informou que “caçava os passarinhos para criá-los”.

Foram apreendidas na operação 13 coleirinhas, um patativa, um curió, um azulão, um bigodinho e um galo de campina, sendo que os passarinhos da espécie curió, azulão e patativa, constam da relação do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis), como aves ameaçadas de extinção. Foram elaborados dois Autos de Infração Ambiental, totalizando um valor de multa de R$ 23.000,00 (vinte e três mil reais).

Diante dos fatos, a ocorrência foi encaminhada ao 3º Distrito Policial (DP) e apresentada ? autoridade policial civil que confeccionou Boletim de Ocorrência (BO) e o Auto de Exibição e Apreensão, tendo em vista o fato constituir-se em crime ambiental de acordo com o artigo 29 da Lei nº 9.605/98, que prevê aos infratores uma pena de seis meses a um ano de detenção.