Ambiental apreende 37 espécies de pássaros silvestres

A Polícia Militar Ambiental de Botucatu, durante fiscalização realizada em casas de rações e pet-shop`s da cidade, na região do Jardim Paraíso, em dois estabelecimentos comerciais, localizaram seis pássaros da fauna silvestre brasileira sendo mantidos em cativeiro, sem a devida autorização do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Produtos Renováveis (Ibama).

Prosseguindo na averiguação os policiais localizaram na casa dos indiciados outras 31 espécies de pássaros na mesma situação irregular, totalizando 37 espécies de pássaros de diferentes espécies (foto). Entre as espécies apreendidas algumas estão na eminência de extinção e são conhecidas popularmente como azulão, bicudo e curió.

Diante dos fatos, a ocorrência com os envolvidos, assim como os pássaros que eram mantidos ilegalmente, foram encaminhados para o Distrito Policial (DP), onde foram lavrados dois autos de infrações ambientais e multas totalizando R$ 122.230,00.

Participaram essa operação o comandante do Policiamento Ambiental de Botucatu, tenente Henrique e soldados Viotto, Cristhófalo e Fonseca. Os dois infratores responderão por crime ambiental de manutenção de espécies de pássaros silvestres brasileiros em cativeiro tipificada no artigo 29 da Lei Federal nº 9605/98.

Segundo o comando da Polícia Ambiental, esse tipo de fiscalização vai continuar acontecendo em lojas comerciais da cidade, assim como em residências e mata nativa onde os pássaros têm seu habitat natural. Quem tiver qualquer informação sobre pessoa mantendo animais ou aves em cativeiro ou praticando a caça, pode ligar para a Polícia Ambiental pelo telefone 3882-6070, sem precisar se identificar.