Adolescente foge de casa por sofrer maus tratos

Atendendo solicitação feita via 199 à guarnição formada pelos Guardas Civis Municipais Cristiane e Lucchesi se deslocou até o Centro de Referência de Assistência Social  – CRAS-Norte, onde uma senhora de 52 anos compareceu no local para buscar roupas da campanha do agasalho acompanhada de uma adolescente de 14 anos.

Entretanto, ao ser questionada sobre o parentesco de uma com a outra, a mesma não quis responder e diante dos fatos os responsáveis pelo local acharam por bem acionar o Conselho Tutelar. A mulher, então, informou que queria apenas ajudar a adolescente, que teria siso expulsa de casa pelo seu genitor.

A menina relatou que havia sido expulsa de casa porque se desentendia com sua madrasta, informou também que quando saiu de casa foi morar em um bar no Bairro Monte Mor com duas amigas e no local vendia entorpecente e não queria mais aquilo e encontrou a senhora de 52 anos que a teria auxiliado.

O pai foi solicitado no local e informou que a adolescente praticava pequenos furtos na residência e nos vizinhos. As partes foram conduzidas até a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) onde foram orientadas pela delegada Simone Firmino Tuono (foto) e a adolescente voltou a morar com o pai sob o acompanhamento do Conselho Tutelar.