Adolescente é apreendido com 17 porções de cocaína em baile

Um adolescente de 17 anos de idade foi apreendido no último final de semana no tradicional Baile do Caribe com 17 porções de cocaína. O baile foi realizado no salão da Associação Atlética Botucatuense que terceirizou o evento, o que significa que o evento não era da AAB.

A apreensão foi feita pelos investigadores da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) Pelares e Renildo com apoio de um oficial da 1º Vara Criminal. A operação foi coordenada pelo juiz titular da 1ª Vara, Josias Martins de Almeida Júnior (foto) que também acumula o cargo de juiz da Vara da Infância e Juventude.

Isso porque o magistrado baixou uma portaria determinando que pessoas menores de 18 anos só podem entrar em locais onde existe o comércio de bebidas alcoólicas, acompanhados dos pais ou responsáveis.

Seguindo a determinação judicial, os investigadores e o oficial se infiltraram entre os freqüentadores, passaram a observar o movimento e perceberam que o adolescente estava praticando o tráfico. Ele foi apreendido próximo a um dos banheiros. Inicialmente ele ainda tentou se desvencilhar do investigador Pelares e fugir, mas não conseguiu.

Na ocasião de sua prisão o adolescente infrator estava sozinho no baile, ou seja, sem um responsável legal por ele, o que significa que, de alguma forma, conseguiu entrar, indevidamente, nesse baile e isso está sendo investigado para se apurar responsabilidades.

Essa portaria baixada pelo magistrado titular da 1ª vara, já vem sendo aplicada em diversos eventos já realizados em Botucatu, principalmente no carnaval. “O objetivo dessa portaria não é a de impedir a diversão de quem quer que seja. Ela tem o objetivo de proteger o adolescente e vai continuar sendo aplicada na cidade”, explicou Josias Júnior.

Fotos: Valéria Cuter / divulgação