Adolescente de alta periculosidade é preso por tráfico

Foi através um trabalho desempenhado pelo tenente Freitas e soldado Capeluppi, que foi tirado de circulação um adolescente de 16 anos de idade que já bastante conhecido nos meios policiais e do Conselho Tutelar, em razão de vários atos inflacionais cometidos.

Os policiais patrulhavam pela Rua Antônio Fumes (também conhecida como 1º de Maio), região da Vila Antártica em local já bastante conhecido por ser “biqueira” de tráfico de entorpecentes e flagraram esse menor, que estava acompanhado de outro indivíduo que não foi identificado. Ambos fugiram ao visualizar a viatura e os PMs se concentraram no adolescente que já era conhecido.

Ao fazer a revista pessoal os policiais localizaram na cueca do sindicado um pacote plástico contendo 30 porções de maconha, uma pedra de crack, um telefone celular, além de R$ 20,00, em dinheiro. Acompanhado de seu pai, um vendedor autônomo bastante conhecido na cidade, o menor foi conduzido ? Delegada de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE), onde o delegado Carlos Antônio Improta Julião Filho confeccionou o Boletim de Ocorrência (BO) determinando o seu recolhimento ? Cadeia Pública de São Manuel, para que nas próximas horas seja apresentado ao juiz da Vara da Infância e Juventude.

Desalentado, o pai desse adolescente revelou que ele tem dado muito trabalho e é bastante conhecido pela equipe do Conselho Tutelar, ficando, inclusive, em regime de Liberdade Assistida (LA) por mais de um ano. Ainda segundo o pai, ele é um péssimo aluno e já foi expulso das escolas onde foi matriculado.

“Não sei mais o que fazer com ele, pois só me dá problemas e agora está envolvido com o tráfico de entorpecentes. Só falta andar armado. Ele chegou a atear fogo no cabelo de uma colega de escola. Em casa, furta o que pode. Agora deverá ser internado numa entidade que cuida de menores infratores, mas para ser sincero não tenho esperança de que se recupere”, enfocou o pai. “Sabe? Entreguei pra Deus!”, complementa.

Fotos: Valéria Cuter