Adolescente assaltante é apreendido em operação da GCM

Na noite desta segunda-feira (25) a Guarda Civil Municipal (GCM) da equipe do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE) com os agentes Trombaco, Pichinin e Pimentel efetuaram a apreensão de um adolescente de 17 anos, na região do Bairro Árvore Grande. Os agentes chegaram até o local através de denúncia anônima feita no telefone 199, revelando que o adolescente estaria com mandado de busca e apreensão expedido pela Vara da Infância e Juventude de Botucatu, por prática de roubo ? mão armada.

Os agentes deslocaram-se até o local e solicitaram a genitora do adolescente e a informaram quanto ao mandado de busca e apreensão. Após autorização os GCMs adentraram a casa e o localizaram o referido adolescente tentando se esconder debaixo da cama de um dos quartos.

Acabou apreendido e encaminhado ao Plantão Permanente e apresentado ao delegado Paulo Buchignani que deliberou pela apreensão do adolescente e fez seu encaminhamento a uma cela especial na Cadeia Pública de São Manuel e deverá ser internado nos próximos dias numa Fundação do Centro de Atendimento Socioeducativo ao Adolescente (CASA).

A determinação judicial deu-se devido a participação do adolescente em um assalto ? mão armada cometido em frente a um motel, na Avenida Marginal, paralela a Rodovia João Hipólito Martins Martins – Castelinho, no final de maio deste ano, depois de estourar as lâmpadas usando um estilingue. Na ocorrência outro adolescente foi apreendido e desde então este estava evadido e sendo procurado pela Justiça. Na ocasião mantendo certa distância do crime teria instigado o companheiro. “Mata ele! Atira nele logo!”, disse para amedrontar a vítima.

No momento da apreensão o menor informou que somente emprestou o simulacro (réplica de arma) para o colega praticar o assalto e não teve participação efetiva naquela ação. Consta no relatório da GCM que a genitora informou que o filho vêm lhe trazendo problemas e, constantemente, solicita a polícia para orientá-lo mas sempre foge. Garantiu que não tinha conhecimento de que o filho estava sendo procurado e que ele já teve participação num furto a residência, onde subtraiu uma televisão e vídeo game.