Acusado de homicídio tentado é condenado a quatro anos

“Quatro anos em regime aberto”. Foi esta a pena imputada pelo juiz presidente do Tribunal de Júri de Botucatu, Marcus Vinicius Bachiega,  ao réu Gelson Aparecido de Moraes, denunciado como autor de um homicídio tentado cometido contra Geraldo Domingues dos Reis, no dia 12 de novembro de 1996, na Avenida Conde de Serra Negra, região da Vila Maria. O magistrado acatou a decisão do corpo de jurados formado por sete pessoas da sociedade botucatuense.

Representando o Ministério Público atuou em plenário o promotor de Justiça Marcos José de Freitas Corvino (foto) e a defesa do réu foi realizada pelos advogados Cledir Menon Júnior e Alex Sander Gutierres. 

Na denúncia feita pela promotora Claudia Rodrigues Caldas Lourenção está descrito que na ocasião dos fatos  Gelson teria passado na casa de Geraldo para irem a um jogo de futebol. Durante o trajeto eles se desentenderam e Gelson teria sacado um revólver e disparado cinco tiros contra Geraldo acertando várias partes de seu corpo.  Embora tenha se ferido com gravidade a vítima sobreviveu após passar 30 dias no hospital.