Acusado de extorquir camelôs é preso em flagrante

Um trabalho desencadeado pelos policiais Marcos e Vitor da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM) e Polícia Militar Ambiental, culminou com a prisão de um cidadão chamado Aparecido Rodrigues de Camargo, de 30 anos, que estaria extorquindo comerciantes no Camelódromo e na apreensão de 17 pássaros silvestres mantidos em cativeiro.

Segundo se apurou na operação, esse cidadão se apresentando como Doutor Antônio, estava se passando por policial da Receita Federal  pedindo dinheiro para não apreender mercadorias. Essa mesma estratégia foi usada em outros estabelecimentos comerciais de Botucatu e de outras cidades da região como Conchas, Pardinho e Itatinga, segundo apurou o trabalho investigativo.

Na casa desse indivíduo, no Parque Marajoara, foi encontrado centenas de DVDs piratas e uma camiseta com o brasão da PM, além dos 17 pássaros silvestres.  “Ele vinha agindo já há algum entrando nos estabelecimentos comerciais pedindo dinheiro ou mercadorias ameaçando fazer uma autuação e com isso enganava os comerciantes se fazendo passar por policial”, ressaltou o policial civil Marcos Franco.

“Fizemos um levantamento dos locais por onde passou colhemos seus dados e descobrimos que morava no (Parque) Marajoara. Com apoio da GCM fizemos a prisão e como na casa havia muitos pássaros acionamos, também, a Polícia Ambiental, que fez a autuação”, acrescentou Vitor.