Acusado de assaltar chácara tem prisão decretada

“Ele já está com a prisão temporária decretada e sua captura é uma questão de tempo”. Foi o que disse o delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Celso Olindo, sobre um cidadão chamado Danilo Eduardo de Campos Raul, de 21 anos, conhecido como “Alcáida”.

Esse rapaz é apontado como integrante da quadrilha que cometeu um assalto ? mão armada na noite do dia 18 deste mês, contra uma família na Chácara Nossa Senhora das Graças, área rural da Cidade de Pardinho.

Os outros dois componentes da quadrilha, Tiago Vinícius Burgarelli de Albuquerque, de 21 anos e Adriano Rodrigues da Silva, de 34, foram presos horas depois do crime pela Polícia Militar (PM), mas Alcáida conseguiu escapar do cerco policial e está sendo procurado.

Os três, armados com revólveres e encapuzados, invadiram a casa da chácara, renderam a família de Carlos Alberto Galvani e anunciaram o roubo disparando três tiros para o ar para intimidar as vítimas.

Levaram da casa um notebook, três telefones celulares, relógios, R$ 300,00 em dinheiro e um veículo Chevrolet Prisma, com placas de Pardinho que estava na garagem. Esse carro foi, posteriormente, abandonado na Rodovia Gastão Dal Farra e localizado pela Guarda Municipal.

O detalhe é que durante a fuga, um deles (Albuquerque), deixou cair o seu telefone celular e através dele o Serviço de Inteligência da PM e policiais da DIG identificaram o trio de marginais.