Acontece acompanha reportagem da Rede TV sobre caso Eliza Samudio

Na tarde desta quinta-feira a equipe do {n}Jornal Acontece Botucatu {/n}acompanhou o repórter Tony Castro e o cinegrafista “Dudu”, ambos da equipe do programa “A Tarde é Sua” exibido na Rede TV, da apresentadora Sonia Abrão, que esteve na cidade para acompanhar o caso de uma perna cortada na altura do joelho, que foi localizada por pescadores no início deste mês em um dos braços na ponte do Rio Tietê (também conhecida como ponte do Rio Jaú), localizada na Rodovia Geraldo Pereira de Barros.

O caso ganhou repercussão nacional, pois existe uma hipótese, mesmo que remota, de que a perna encontrada no município de Botucatu possa ser de Eliza Samudio, ex-amante de Bruno, goleiro do Flamengo e que está desaparecida desde junho. Em razão dessa suspeita, o delegado Celso Olindo, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), fez o encaminhamento de material dessa perna para que uma análise seja feita pelo Instituto de Criminalística (IC), de São Paulo.

{bimg:7843:alt=interna1:bimg}

“A Sonia (Abrão) está interessada nessa história, pois o Brasil só fala nisso. O fato dessa perna ter sido encontrada em Botucatu, de forma misteriosa, realmente chama a atenção, pois coincide com o desaparecimento da Eliza. Estamos acompanhando este caso desde o primeiro dia e sempre aparece um fato novo. Me surpreendi quando fui informado que teria que viajar para Botucatu fazer essa matéria. Realmente a situação é curiosa e intrigante”, comentou Tony Castro.

De Botucatu o repórter falou ao vivo com Sônia Abrão que tinha vários convidados no programa falando sobre o assunto. Na tarde desta sexta-feira será dado sequencia ao assunto com as gravações realizadas em Botucatu. O repórter foi até o local onde a perna foi encontrada e realizou imagens no solo e aéreas de vários pontos do rio. Encerrou seu trabalho no Cemitério Jardim onde no livro de registro indica o local onde a perna foi enterrada.

O goleiro Bruno e mais sete suspeitos de estarem envolvidos com o sequestro e o provável assassinato de Eliza estão presos. Um adolescente, em seu primeiro depoimento alegou que a mulher teria sido morta e esquartejada em um sítio que pertence ao goleiro Bruno localizado em Minas Gerais. Por isso as suspeitas de que a perna encontrada seja da mulher.

{bimg:7844:alt=interna2:bimg}

O delegado Celso Olindo revela que o polêmico caso da perna encontrada no Rio Tietê está sendo investigado pela equipe da DIG. “Acho que a possibilidade dessa perna ser de Eliza é remota, mas quando estamos investigando um caso nenhuma hipótese por ser descartada. Por isso nós encaminhamos matéria genética da perna pra São Paulo para que um exame de DNA seja feito. Só com o resultado desse exame é que poderemos ter uma solução para esta suspeita que foi levantada”, salientou Celso Olindo.

O caso foi publicado no {n}Jornal Acontece {/n}dia 3 de julho. A perna localizada por pescadores estava enroscada em meio aos iguapés cortada, cirurgicamente, do joelho para baixo e separada da região da coxa por uma incisão feita na cartilagem do joelho. A Polícia Técnica/Científica de Botucatu esteve no local e deduziu que era uma perna feminina pelo formato e o pelo esmalte cor de rosa nas unhas dos pés.

A equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros realizou diversas buscas no local, mas nenhuma outra parte do corpo da mulher foi encontrado. Desde então, o caso se constitui num grande mistério para a polícia investigativa.

{n}Veja no link abaixo, um vídeo de 13 minutos e 56 segundos, do programa “A Tarde é Sua” da Rede TV, exibido ontem 29 julho 2010, onde aos 8 minutos e 05 segundos a jornalista Sônia Abrão fala direto com o repórter Tony Castro aqui da delegacia de Botucatu ao vivo, dando informações sobre a perna encontrada .{/n}

Por: Quico Cuter
Fotos: Valéria Cuter/divulgação