Acidentes de trânsito em Botucatu lideram as ocorrências policiais

Dados estatísticos demonstram que, em média, são registrados em Botucatu oito acidentes de trânsito todos os dias e são eles que lideram o ranking das ocorrências policiais. Desses, pelo menos 70% tem envolvimento com condutores em motocicletas.

Estão cadastrados na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Botucatu algo em torno de 70 mil veículos (entre motos e carros) circulando pela cidade, média aproximada de um veículo para cada duas pessoas, levando-se em conta um contingente populacional de 140 mil habitantes. Isso sem contar os chamados veículos flutuantes, ou seja, os que não são de Botucatu e apenas passam pela cidade ou permanecem por algumas horas ou poucos dias.

Para a capitão Kátia Regina Christófalo, coordenadora operacional do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), de Botucatu, a maioria dos acidentes são ocasionados em razão da imprudência e imperícia dos condutores de veículos, principalmente, em cruzamento de vias.

“Essa média já foi mais alta e a PM registrava 12 acidentes por dia. As campanhas educativas, bloqueios policiais, além de um trabalho sincronizado da PM com o Departamento de Engenharia e Tráfego (DET), na colocação de placas de sinalização em pontos estratégicos e conflitantes contribuíram para diminuir o índice. Tudo isso favoreceu para que tivéssemos a queda nas ocorrências de acidentes de trânsito na cidade, mas eles ainda lideram as ocorrências”, frisou a capitão da PM.

A oficial revela que a PM vai continuar realizando campanhas educativas, com a finalidade de orientar os condutores de carros e motocicletas. “Sabemos que não iremos zerar os acidentes de trânsito, mas poderemos buscar alternativas para diminuir ainda mais o índice de acidentes nas ruas da cidade”, enfocou a capitão da PM. “Mas, além disso, é fundamental que haja conscientização por parte dos condutores para que obedeçam as placas sinalizadoras e respeitem a lei vigente”, acrescentou.

Alerta Christófalo que, de uma maneira geral, o erro humano é responsável por mais de 90 % dos acidentes registrados e as causas mais comuns são: velocidade excessiva, dirigir sob efeito de álcool ou de outro tipo de droga, distância insuficiente em relação ao veiculo dianteiro, desrespeito ? sinalização, imprudência e imperícia.