Ação conjunta busca flagrar adolescentes ingerindo álcool

Neste final de semana, uma operação conjunta foi realizada entre a Polícia Militar (PM), Polícia Civil e Guarda Civil Municipal (GCM), com a finalidade de flagrar o consumo e venda de bebidas alcoólicas a adolescentes. Esse tipo de infração é denunciado com muita freqüência nos telefones das instituições que são responsáveis pela Segurança Pública da Cidade.

Divididos em grupos distintos os policiais percorreram diversos pontos de encontro entre os jovens seja na região central ou em pontos mais afastados, como na zona rural do Município e diversos flagrantes foram realizados, com a apreensão de menores, que acabaram conduzidos ao Plantão Permanente e liberados com a presença de seus genitores.

Para a chefe da Coordenação de Ações Estratégicas do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), capitão Kátia Regina Christófalo, operações conjuntas como estas são importantes para coibir esse tipo de crime. “Vender bebidas alcoólicas a menores de idade é crime e os responsáveis recebem punição de acordo com a legislação vigente e podem ser presos, responder processo, além de terem seus estabelecimentos comerciais fechados”, alerta a capitão da PM. “A permanência de adolescentes em locais que comercializam bebidas alcoólicas é proibida por determinação do juiz da Vara da Infância e Juventude”, lembra a oficial da PM.

Inspetor Pimentel argumenta que além de buscar o flagrante de adolescentes fazendo ingestão de álcool, são realizadas operações regulares em bares da Cidade visando a fiscalização de alvarás em estabelecimentos comerciais, que comercializam bebidas com teor alcoólico. “Não é segredo para ninguém que temos casos de pessoas adultas que compram bebida e a fornece a adolescentes. Por isso, é muito importante fazer essas operações surpresas para mostrar que os responsáveis pela Segurança Pública não estão alheias a isso e vão coibir este tipo de crime com rigor”, garantiu Pimentel.

O delegado Geraldo Franco Pires diz que, além de flagrar bebida alcoólica sendo consumida por adolescentes, a operação objetiva coibir o uso de substâncias entorpecentes como crack, cocaína e maconha. “Infelizmente, a ingestão de bebidas alcoólicas, assim como o consumo de drogas entre adolescentes tem crescido e as apreensões feitas, regularmente, mostram isso”, salienta Francos Pires. “Por isso, outras operações conjuntas como esta serão realizadas, com o objetivo principal de punir quem “abastece” os adolescentes”, emendou o delegado.

Fotos: Valéria Cuter