12º BPM já tem policiais aptos para a Cavalaria

Foram 12 policiais militares que pertencem ao 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), de Botucatu que comanda uma área que agrega 13 municípios da região, a participarem do curso de Policiamento Montado (Cavalaria), na cidade de São Paulo. O destacamento de Cavalaria está em fase de implantação na cidade de Botucatu, e ao ser concluído, os policiais militares recém-formados farão parte desta modalidade de policiamento.

Os animais serão alocados em um espaço oferecido pela Unesp, em Rubião Júnior, em área da Faculdade de Medicina de Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Posteriormente, a sede da Tropa Montada será na Fazenda Lageado, onde também está previsto a construção de um hospital veterinário para animais silvestres e o Canil da PM.

Oficiais que pertencem ao Regimento de Cavalaria Nove de Julho, de São Paulo, estiveram em Botucatu para fazer uma vistoria e conhecer o local onde seria instalada a Tropa Montada de Botucatu. Eles foram acompanhados pelo major Marcelo Oliveira, coordenador operacional do 12º BPM. “Nós acompanhamos os oficiais e um aspirante da Cavalaria e eles gostaram das estruturas que podemos oferecer”, observou o major Marcelo.

Com a conclusão do curso e a formatura dos policiais para o Policiamento Montado, a expectativa do comando do 12º BPM é instalar a cavalaria o mais rápido possível. “Será mais um reforço importante que teremos para combater a criminalidade”, observou o oficial da PM, lembrando que o curso teve duração de cerca de dois meses. Os cavalarianos irão atuar no patrulhamento da área central, bairros periféricos e também em eventos.

Vale lembrar que a Cavalaria para Botucatu foi discutida numa audiência realizada no dia 14 de dezembro do ano passado, entre o prefeito João Cury Neto e o comandante geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, coronel Álvaro Batista Camilo. Além da cavalaria foi aventada a possibilidade da instalação de um canil.

Os pleitos foram apresentados, por meio do ofício 684/2010 e o comandante geral despachou o processo com parecer favorável ao atendimento, pedindo que o comando da PM de Botucatu também se manifestasse. “Nós fizemos isso, pois consideramos a instalação, tanto da cavalaria quanto do canil, de fundamental importância para melhoria da prestação de serviços que oferecemos ? comunidade. Com isso, Botucatu contará com praticamente todos os programas que a PM dispõe e vai se tornar uma referência”, enfatizou o major Marcelo.

O prefeito revelou que todas as tratativas evoluíram. “Nas instâncias técnicas o nosso pedido foi aprovado. A criação de tais unidades contribuirá para elevar ainda mais o excelente serviço que já vem sendo prestado pela Polícia Militar em nossa cidade”, elogiou o prefeito.