12º BPM inicia “Operação Carnaval” em 13 municípios

O 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), de Botucatu iniciou na noite desta sexta-feira (17) a Operação Carnaval nos 13 municípios que fazem parte de sua área de comando. De acordo com o capitão Aleksander Lacerda, comandante da 1ª Companhia da PM, o contingente policial foi reforçado com a redução dos horários de folga e a utilização de policiais dos setores burocráticos para garantir a segurança dos foliões.

“Haverá a presença constante da Polícia Militar nos principais pontos de aglomerações de pessoas, sem esquecer da segurança e do patrulhamento preventivo/ostensivo nos bairros da Cidade”, observou Aleksander. “Também estaremos atentos ao que acontece nas cidades da região com destaque para Porangaba e Pardinho e os Bairros do Rio Bonito e Mina, onde haverá desfiles de blocos carnavalescos”, acrescenta o capitão da PM.

A subcomandante do 12º Batalhão Kátia Regina Christófalo, lembra que a PM estará trabalhando em sincronismo com a Guarda Civil Municipal (GCM), policiamento ambiental, Polícia Civil e Polícia Rodoviária. “A ação conjunta de todas as forças de segurança em nossa cidade e região é de suma importância para garantir a tranquilidade de todos”, disse a subcomandante.

Entretanto, a oficial destaca que somente a polícia atuando não é capaz de prevenir 100% de segurança e há necessidade da participação ativa da comunidade. Para isso a PM está distribuindo panfletos com algumas dicas importantes e simples para que as pessoas tenham um carnaval, sem surpresas.

“Entre as orientações destacamos que as pessoas que forem viajar ou brincar o carnaval, devem verificar se todas as portas e janelas estão fechadas e não deixar as luzes acesas durante o dia (demonstra que a casa está vazia), pedir para vizinhos ou parentes recolherem jornais e correspondência e não comentar em público que irão viajar”, frisa Kátia Christófalo.

Ainda faz parte das orientações da PM que ao estacionar o carro a pessoa tenha o cuidado em trancar o veículo e procurar um local claro, não esquecendo de acionar o sistema de alarme ou trava pata dificultar a ação dos marginais. “Também a pessoa deve tomar cuidado ao adentrar em caixas eletrônicos evitando sacar altas quantias sem dinheiro e não esquecer de que os marginais aproveitam as oportunidades agindo quando percebem pessoas com bolsas, carteiras, telefones celulares e relógios ? mostra”, enumera a subcomandante, lembrando que para qualquer denúncia ou orientação a pessoa dever ligar para o telefone 190.