“Trombadão” que estava assaltando no centro foi preso

Acusado por crimes de roubo, o desempregado Wagner Cristiano Pereira Almeida, de 28 anos de idade, foi preso na noite desta quinta-feira (29) e recolhido ? Cadeia Pública de Botucatu. A prisão foi efetuada através um trabalho realizado em conjunto entre a Polícia Civil, pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e Guarda Civil Municipal (GCM), com as equipes do Grupo de Ações Preventivas Especiais (GAPE) e Grupo Especial de Patrulhamento Ostensivo com Motocicleta (GEPOM).

Esse cidadão atacou, na tarde de quinta-feira (29), um adolescente de 15 anos de idade que trafegada pela Rua José Dal Farra, região do Jardim Bom Pastor. O marginal interceptou o menor em via pública e usando violência física levou sua bicicleta marca GIOS FRXH1, cor cobre metálica. O assaltante, aparentemente, não estava armado.

Ele foi descrito pela vítima como negro, magro, com 1,80m de altura, cerca de 18 anos de idade e cabelos carapinhas curtos e isso facilitou o trabalho dos agentes e policiais civis, já que Wagner Almeida é conhecido no submundo do crime. Ao ser detido o acusado não reagiu a prisão e confessou o crime ao delegado titular da DIG, Celso Olindo. O Boletim de Ocorrência (BO) foi confeccionado pela escrivã Sheila Rossana Bortolozzo.

{n}Mais um assalto {/n}

Através da sua descrição, esse mesmo cidadão que roubou a bicicleta do adolescente também foi reconhecido por ter cometido outro assalto naquela região da Cidade, um dia antes, ou seja, na noite de quarta-feira (28), no cruzamento das Ruas Coronel Fonseca com a Domingos Soares de Barros. Ocorrência foi atendida pelos policiais militares Sérgio Garcia e Massagli.

No local atacou uma mulher chamada Bruna, de 21 anos de idade, que havia saído do interior do Colégio Santa Marcelina e estava entrando no seu carro. Ele estava vestido de bermuda e camiseta vermelha. A vítima conta que esse cidadão veio a colocar uma das mãos sobre a sua boca e mediante grave ameaça anunciou o assalto subtraindo a quantia de R$ 20,00, evadindo-se do local em seguida. Ele não portava arma e foi reconhecido pelo álbum de fotografias da DIG.

Fotos: Valéria Cuter