“Tablet” é a nova arma da PM no combate ao crime

Na busca de melhora contínua do policiamento preventivo/ostensivo para atender com qualidade o cidadão, foi instalado nesta semana nas viaturas do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), que agrega 13 Cidades da região, os Terminais Moveis Embarcados, mais conhecidos como “tablets”, que já se encontram em funcionamento em fase de ajustes e testes.

A finalidade é de aperfeiçoar e dinamizar o combate ao crime em Botucatu e esses dispositivos em formato de prancheta podem ser usados para acesso ? Internet, organização pessoal, visualização de fotos, vídeos, entre outros. Os dispositivos em breve deverão entrar em operacionalidade.

A partir dos computadores de telas sensíveis ao toque, que ficam presos no vidro dianteiro, sobre o painel das viaturas, os policiais podem consultar bancos de dados criminais e civis, registrarem boletins de ocorrências, fazer anotações e relatórios e ainda enviar informações aos seus respectivos comandos.

Além disso, os aparelhos possuem GPS e receberam localizadores automáticos de viaturas, tecnologia que permitem que as unidades de comando acompanhem, em tempo real, a movimentação dos veículos.

De acordo com o comandante da 1ª Companhia de Polícia Militar capitão Aleksander Lacerda, o dispositivo será de muita utilidade para ajudar o trabalho cotidiano dos policiais para diferentes situações. “Com ele (tablet) os policiais poderão ter o perfil de uma pessoa abordada em poucos segundos, sem precisar usar o sistema de rádio, pois terá tudo que precisa no painel frontal da viatura. Isso também vale para verificar a situação de veículos e condutores e armas, assim como localizar com precisão e agilidade as ruas de qualquer bairro da Cidade”, frisa Lacerda.

O tablet apresenta uma tela sensível ao toque que é o dispositivo de entrada principal. A ponta dos dedos ou uma caneta aciona suas funcionalidades. “Essa ferramenta é um novo conceito na área de patrulhamento preventivo/ostensivo. A nova arma tecnológica veio pra trazer mais facilidade para o policial e mais segurança para a população”, observou o comandante da 1ª Cia.

Fotos: Valéria Cuter